conecte-se conosco


Estadual

Casos de HIV crescem 434,2% no Estado em uma década

Publicado

Mato Grosso registra aumento de 434,2% nos casos de HIV notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação
(Sinan), em 10 anos, passando de 76, em 2008, para 406 em 2018. Em relação às notificações de Aids registradas no mesmo período, o Estado está entre as 12 unidades federativas que apresentaram redução, passando de 23 casos a cada 100 mil habitantes para 21,6. Ainda assim, a média do ano passado é maior que a nacional que ficou em 17,8.

Homens, com idade entre 25 e 39 anos e com o ensino médio incompleto, são os principais portadores da Aids. Dados constam no boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (29), pelo Ministério da Saúde (MS), em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, comemorado amanhã (1º).

O levantamento aponta que, nos últimos 10 anos, houve oscilações nas notificações de HIV no Estado, sendo o ano de 2014,
quando ocorreu a Copa do Mundo no Brasil, o que registrou maior índice, com 25,6 casos a cada 100 mil habitantes.

Leia mais:   Municípios de Mato Grosso receberão R$ 81 milhões do FPM

O documento traz também a taxa de detecção de HIV em gestantes em Mato Grosso. Em 2018 foi de 2,8 a cada mil nascidos vivos (150 casos), taxa menor que a nacional (2,9). Já a Capital, registrou 3,5. Este ano, até o mês de junho, foram notificados 92 casos.

Estas gestantes tinham, em sua maioria, idade entre 20 e 24 anos (28%), com nível de escolaridade da 5ª à 8ª série incompleta. No ranking da taxa de detecção por 100 mil habitantes de casos de Aids notificados no Sinan, segundo capital de residência por ano de diagnóstico, Cuiabá ocupou a 6ª colocação entre os anos de 2008 e 2018, com 38,2 e 36,4 casos para a referida proporção, respectivamente.

GD

Comentários Facebook

Estadual

Governo paga 13º dos servidores em parcela única no dia 20

Publicado

O Governo do Estado vai pagar o 13º salário de todo o funcionalismo público referente a 2019 no dia 20 de dezembro, em parcela única.

A decisão foi anunciada pelo governador Mauro Mendes nesta terça-feira (10.12), durante reunião com secretários de Estado, adjuntos, chefes de autarquias e fundações do Executivo e deputados eataduais.

Além de garantir o direito dos servidores, o pagamento em dia do 13º deve injetar na economia do Estado um acréscimo superior a R$ 500 milhões.

De acordo com o governador Mauro Mendes, a notícia positiva ao funcionalismo só foi possível graças a uma série de medidas necessárias adotadas desde o início do ano, a exemplo da reforma administrativa (que fundiu e extinguiu secretarias), a renovação do Fethab e a renegociação da dívida com o Bank Of America.

“Fizemos um verdadeiro pente-fino nos contratos, garantindo redução das despesas com manutenção, energia, internet, telefone, combustível. Também colocamos em prática um controle rigoroso dos gastos com o custeio das secretarias e despesas com pessoal, obtendo mais resultados com custos menores”, frisou.

Leia mais:   Prefeituras de MT têm concursos com salários de até R$ 13,5 mil

“Agradeço muito a Assembleia Legislativa. Não há como implementar as medidas sem o apoio da Assembleia. Tudo o que nós fazemos vem do bolso do contribuinte. E é para esse cidadão que o Estado precisa voltar seus olhos. É na adversidade que normalmente a civilização produz mais conhecimento, pois os problemas nos obrigam a produzir soluções. Precisamos devolver à sociedade aquilo que ela espera de todos nós”, completou o governador.

Conforme o chefe do Executivo, nada disso seria possível sem o trabalho de todos os servidores públicos.

“Essa notícia é resultado de trabalho sério, com planejamento e engajamento dos servidores. Muita gente trabalhou para isso e o que resta é dizer meu muito obrigado e que me sinto honrado por estar ao lado de vocês”.

Mendes destacou que a forma determinada com a qual o Estado tem agido para recuperar o dinheiro desviado pela corrupção e para combater a sonegação fiscal também contribuiu para a garantia do pagamento em dia.

“Firmamos parcerias com os órgãos de controle e fortalecemos o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), de forma a não só prevenir que a corrupção se estabeleça, mas para que o dinheiro desviado retorne aos cofres públicos”, citou.

Leia mais:   Governo paga 13º dos servidores em parcela única no dia 20

O governador lembrou que apesar de Mato Grosso ainda não ter recebido os recursos provenientes do leilão do pré-sal, tampouco os valores do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX), ainda assim o 13º pôde ser garantido pela administração.

“Antes de cobrar dos outros, precisamos fazer o nosso dever de casa. Enxugamos, cortamos na própria carne, tomamos medidas necessários e esse grande esforço para consertar o nosso Estado nos garantiu essa notícia positiva ao funcionalismo e à sociedade”.

“Graças a Deus, ao esforço de muitos e a essa eficiência no controle da despesa e no incremento da receita retomamos o pagamento único no dia 10. Pequenos gestos trazem eficiência no controle da despesa e no incremento da receita. E por isso é com muita felicidade que anúncio que no dia 20 os servidores receberão o décimo terceiro na conta”, comemorou.

Secom

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Descarga elétrica mata 40 cabeças de gado em MT

Publicado

Uma descarga elétrica matou 40 cabeças de gado em uma fazenda de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, nessa segunda-feira (9). A propriedade fica na MT-480, a 30 km da cidade.

Segundo os moradores, o isolador da rede de energia estourou e o cabo de alta-tensão encostou no poste.

O incidente teria provocado um curto-circuito que energizou o solo.

Morreram 28 vacas e 12 bezerros que estavam perto.

Os animais foram enterrados em uma vala porque em casos assim a carne não pode ser consumida

A assessoria da Energisa disse que vai enviar uma equipe ao local e que está levantando mais informações sobre o caso.

A Energisa explica que no caso de ressarcimento por danos causados pela rede elétrica, o cliente deve entrar em contato com a empresa pelos canais de atendimento, como as agências e o call center (0800 646 4196), e solicitar o ressarcimento.

O pedido é submetido à análise da concessionária, que é feita de acordo com as regulamentações vigentes. É importante que o solicitante seja o titular da fatura e que o cliente tenha meios de comprovar as perdas/danos.

Leia mais:   Matrículas para novos alunos da rede estadual começam no dia 7 de janeiro
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana