Campanha Setembro Amarelo – Vinte e uma ocorrências de suicídios e tentativas de suicídios foram registradas em um ano em Cáceres

99

Um número excessivo de suicídios e tentativas de suicídios foi registrado, em um período de um ano, em Cáceres. De julho de 2017 a julho de 2018 foram nada menos que 21 ocorrências dessa natureza. É o que aponta um levantamento da 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros. Somente no mês de abril, deste ano, foram registrados quatro casos. A estatística é revelada, no mês de setembro, na véspera do dia 10, data em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu como o “Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio”.

Para prevenir e também combater essa “doença” a OMS lançou a campanha “Setembro Amarelo” que acontece no Brasil desde 2015. As ações de prevenção ao suicídio são promovidas em parceria entre vários órgãos entre eles:  o Centro de Valorização da Vida (CVV),  Concelho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A campanha objetiva o diálogo e a conscientização da população sobre a importância da prevenção ao suicídio.

De acordo com a OMS, no mundo todo morre por suicídio, aproximadamente, uma pessoa a cada 40 segundos. Só no Brasil o suicídio é a quarta maior causa de morte entre os jovens, 90% dos suicídios poderia ser evitado com ajuda psicológica. A maioria deles é causada por doenças mentais que não são tratadas porque muita gente nem sabe que precisa ser tratada. As pesquisas indicam que, aproximadamente, 60% das pessoas  que morrem por suicídio não buscaram ajuda.

Com exceção do mês de abril, quando foram registrados quatro casos de tentativas de suicídio e suicídio, o levantamento da 2ª Corpo do Corpo de Bombeiros, apontou o mês de julho de 2017 com um caso; setembro com três, outubro um e novembro e dezembro com três casos cada. No mês de janeiro de 2018 não foi registrado nenhuma ocorrência nesse sentido. No mês de fevereiro foi um caso, nos meses de maio e junho dois casos cada e um caso no mês de julho deste ano.

Responsável pela Seção de Operações e comandante adjunto da 2ª CIA de Bombeiros Militar, tenente Paulo Felipe dos Santos, explicou que estudos apontam que de cada quatro tentativas de suicídio, pelo menos, um caso é consumado. Informou ainda que, os suicídios e tentativas ocorrem de várias formas, através de arma de fogo (revólver), arma branca (faca), produtos perigosos (veneno) ou de outras formas, como enforcamento, por exemplo.

Por saber da importância de discutir o assunto e visando esclarecer e informar à sociedade em geral sobre o tema, o Grupo de Estudos e Pesquisa em Psicologia que se reúne, mensalmente, na Faculdade do Pantanal-Fapan, em conjunto com o terceiro semestre do curso de Psicologia, promove desde o dia 3 de setembro algumas ações, entre elas, palestras sobre os principais transtornos mentais que podem levar ao suicídio e ainda pit stop com distribuição de panfletos informativos, instalação de outdoors e faixas.

Editoria – Sinézio Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here