conecte-se conosco


Cáceres e Região

CAMPANHA DE VACINAÇÃO: Deputado fala sobre necessidade de comunicação eletrônica no Indea-MT

Publicado

Mesmo com mais de 30 milhões de animais (maior rebanho do país), pecuaristas de Mato Grosso são obrigados a ir pessoalmente até o órgão fiscalizador durante campanhas de vacinação obrigatória.

Com a proposta de modernizar o atendimento aos produtores rurais de Mato Grosso, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) propôs, nesta quinta-feira (28), ao governo do estado a implantação de um sistema de comunicação eletrônica via internet direcionado para a vacinação de bovinos e bubalinos.

Apesar de possuir o maior rebanho do país, com 30,2 milhões de animais, anualmente, durante as campanhas de vacinação obrigatória, os pecuaristas são obrigados a ir pessoalmente à sede do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) para lançar as informações no sistema do órgão fiscalizador.

“Mesmo com todos os avanços, o que temos hoje é uma instituição pública obsoleta e atrasada, que exige a presença física do produtor, que precisa gastar tempo e combustível para ir até o local fazer as declarações, quando tudo poderia ser resolvido de maneira virtual e muito mais rápida”, avalia o parlamentar.

Leia mais:   Prefeituras de MT têm concursos com salários de até R$ 13,5 mil

A região oeste, base do deputado, concentra quatro dos dez principais municípios com maior produção na pecuária, segundo estudo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). Entre eles está Cáceres, a nova “capital do gado” e que neste ano, segundo dados do IBGE, está no ranking de 4º maior rebanho do país, com 1,1 milhão de cabeças.

Também há Vila Bela da Santíssima Trindade (980 mil), Pontes e Lacerda (663,5 mil) e Porto Espiridião (574,4 mil). Juntos, os três somam 3,3 milhões de animais. “Nosso setor produtivo é atuante e empreendedor, um exemplo é Cáceres, que nos últimos dez anos teve uma evolução de mais de 10%. Já Porto Esperidião triplicou seu rebanho, apresentando uma evolução de mais de 300% entre 1994 e 2014”, explica Dr. Gimenez.

Ele destaca que o sistema eletrônico já foi adotado neste ano por estados vizinhos, como o Tocantins. O programa “Produtor Online” garante a veracidade das informações lançadas por meio de dados da nota fiscal da compra do produto. Como Mato Grosso já possui a comunicação eletrônica de GTA (guia de transito animal), a proposta do parlamentar é ampliar o serviço para abranger todas as etapas via internet.

Leia mais:   Descarga elétrica mata 40 cabeças de gado em MT

“Além de facilitar para o pecuarista, também vai gerar mais celeridade e economicidade ao próprio setor público, que vai inclusive conseguir fazer como o estado vizinho que vem conseguindo fechar os relatórios das campanhas para o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) muito mais rapidamente, ou seja, essa é uma ferramenta necessária para todos”, finaliza o parlamentar.

Livre da Aftosa

Desde 2005, as etapas da vacinação contra febre aftosa têm alcançado índices de vacinação superiores a 99%. Em 1996 ocorreu o último foco da doença no estado e, atualmente, Mato Grosso é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação.

Por Assessoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

LEI ESTADUAL: CDL de Pontes e Lacerda é declarada de utilidade pública

Publicado

A Lei nº 11.050, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), foi sancionada pelo governador e publicada no Diário Oficial que circulou na segunda-feira

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Pontes e Lacerda foi declarada uma entidade de utilidade pública a partir da publicação da Lei nº 11.050, que é de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV). Este foi o primeiro projeto de lei protocolado pelo parlamentar, no início de fevereiro, que, após ser sancionado pelo governador, circulou no Diário Oficial da última segunda-feira (9).

Mais que promover o impulso ao comércio, a CDL vem desempenhando um papel importante no município ao promover campanhas como Outubro Rosa, Novembro Azul, Troco Solidário, e sempre revertendo as doações às instituições beneficentes, como o Hospital Vale do Guaporé, Guarda Mirim, Associação de Proteção aos Animais, Lar dos Idosos e da Criança e Apae.

“A entidade foi fundada em maio de 2010 com a finalidade de defender os interesses dos comerciantes, por esta razão vem fomentando emprego, renda e levando produtos e serviços de qualidade à população. Como médico da região oeste e antigo morador de Pontes e Lacerda, fico honrado de levar este título à CDL”, pontua Dr. Gimenez.

Leia mais:   LEI ESTADUAL: CDL de Pontes e Lacerda é declarada de utilidade pública

Para o presidente da CDL, Caio Henrique Moreira Roman, a iniciativa é de extrema importância, pois o poder público reconhece que o trabalho desenvolvido é desinteressado e visa ao bem comum. “Isso facilita, sobremaneira, a construção de parcerias com outras entidades e até mesmo a celebração de convênios com o poder público, agradecemos ao deputado, que tem sido parceiro de primeira ordem da nossa entidade”.

A evolução da CDL de Pontes e Lacerda é confirmada pelo crescimento não apenas físico, mas também pela expansão de inúmeras soluções empresariais, que compreendem ferramentas de cobrança, assessoria jurídica, recuperação de crédito, banco de currículos e um cartão convênio aos seus colaboradores, com mais de 2 mil já emitidos.

Vale destacar que o presidente da entidade tem cadeira em vários conselhos municipais e no Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança Pública (GGIM), reconhecida também de utilidade pública municipal por meio da Lei Municipal 1289/2011.

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Descarga elétrica mata 40 cabeças de gado em MT

Publicado

Uma descarga elétrica matou 40 cabeças de gado em uma fazenda de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, nessa segunda-feira (9). A propriedade fica na MT-480, a 30 km da cidade.

Segundo os moradores, o isolador da rede de energia estourou e o cabo de alta-tensão encostou no poste.

O incidente teria provocado um curto-circuito que energizou o solo.

Morreram 28 vacas e 12 bezerros que estavam perto.

Os animais foram enterrados em uma vala porque em casos assim a carne não pode ser consumida

A assessoria da Energisa disse que vai enviar uma equipe ao local e que está levantando mais informações sobre o caso.

A Energisa explica que no caso de ressarcimento por danos causados pela rede elétrica, o cliente deve entrar em contato com a empresa pelos canais de atendimento, como as agências e o call center (0800 646 4196), e solicitar o ressarcimento.

O pedido é submetido à análise da concessionária, que é feita de acordo com as regulamentações vigentes. É importante que o solicitante seja o titular da fatura e que o cliente tenha meios de comprovar as perdas/danos.

Leia mais:   Empossada a nova diretoria de Comtur em Cáceres
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana