conecte-se conosco


Cáceres e Região

Câmara entrega Título de Cidadão Cacerense e Moção de Aplausos em noite de homenagens em Cáceres

Publicado

Nesta quarta-feira (05), no plenário Hênio Maldonado, a Câmara Municipal de Cáceres realizou a solenidade de entrega de Títulos de Cidadão Cacerense e Moção de Aplausos. Este ano a Câmara homenageou personalidades dos mais diversos setores da sociedade, em virtude dos serviços de relevância prestados ao município, e que têm contribuído para o desenvolvimento da cidade.

Os nomes dos homenageados foram indicados pelos vereadores e aprovados em plenário, por meio de Decreto Legislativo e Moção. Na solenidade, que faz parte do calendário oficial em homenagem ao dia do vereador, vereadores e convidados fizeram o reconhecimento daqueles que contribuíram, com seu trabalho e dedicação, para o desenvolvimento do município. “A concessão de cidadania é uma homenagem significativa e de grande seriedade que a Câmara Municipal de Cáceres, realiza anualmente”, afirmou o presidente do Legislativo, Domingos Oliveira.

A honraria se deve ao reconhecimento do Poder Legislativo de Cáceres a inestimáveis serviços prestados pelas personalidades ao município, e que contribuíram para o desenvolvimento econômico e social da cidade.

IMG_5403.jpg

A solenidade de entrega dos títulos e moção de aplausos, teve a mesa composta pelo presidente da Câmara, Domingos Oliveira dos Santos, vereadores José Eduardo Torres e Wagner Barone. Ademais, a solenidade contou com a presença dos demais vereadores, e da vice prefeita de Cáceres, Eliene Liberato.

O título de Cidadão é um título honorífico concedido a pessoas não naturais de um município, mas que lá foram morar ou desenvolveram sua vida. É um reconhecimento da comunidade pelo trabalho e vida de pessoas não naturais de um município, mas que ajudaram no crescimento deste. O Título de Cidadão equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal. Por outro lado, a Moção é a proposição pela qual o vereador expressa seu louvor, congratulação ou pesar por algum serviço ou ato relevante prestado pelo agraciado.

Leia mais:   Corpo do idoso trocado no hospital São Luiz foi exumado na tarde de hoje por determinação judicial

Os agraciados com a moção de aplausos, são os seguintes:

Jeremias Pereira Leite e Diretoria (Valdeníria Dutra)

Dra. Honorina Almeida (Cezare Pastorello Marques De Paiva)

João Batista Da Silva (Domingos Oliveira)

Mario Celso Rodrigues (Domingos Oliveira)

Larissa Alexandra dos Santos Nunes (Valdeníria Dutra)

Sayshiane Assunção De Oliveira (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Pedro Roberto Justiniano Parada (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Luciano Paullo Da Silva (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Eliel Regis De Lima (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Anderson Silva Santos (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Ismael Diniz Do Espirito Santo (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Arthur Roque Alves (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Dra. Ana Maria Da Silveira Lima    (Elza Bastos)

Dra. Dayse Amaral Torres (Valdeníria Dutra)

Monique Fernanda Garcia Miranda (Cezare Pastorello Marques de Paiva)

Dener, Silley E Vicente (José Eduardo Torres)

Os novos cidadãos cacerenses são,

Daniel Ruas Ferreira (Domingos e Nilson Magalhaes)             

Luiz Deltrudes Ferreira (Domingos e Nilson Magalhaes)

Leia mais:   Após intensas mobilizações ADUNEMAT emplaca no STF data do julgamento para a ADI 6275

Waldir Rocha Sales (Domingos e Nilson Magalhaes)

Lucinei Buss (Domingos e Valter De Andrade Zacarkim)

Claudionor Duarte Correa (Domingos e Rubens Macedo)

Bruno Mendes De Arruda (Domingos e Rubens Macedo)

Gileno Monteiro (Domingos e Rubens Macedo)

José Nildo Silva De Oliveira (Domingos Oliveira)

João Fernandes (Domingos Oliveira)

Amil Do Carmo Siqueira (Domingos Oliveira)

Carlos Alexandre De Souza (Domingos e Edmilson Tavares)

Padre Jair Fante (Domingos e Edmilson Tavares)

Edmilson José Do Carmo Barbosa (Domingos e Elza Basto)

Wesley De Oliveira (Domingos e Elias Pereira)

Leila Maria De Lima Castrillon (Domingos e Elias Pereira)

José Santana Faria (Domingos e Elza Basto)

José Mendes De Oliveira (Domingos e Wagner Sales do Couto (Barone))

Hugo Corrêa (Wagner Sales do Couto (Barone))

Sandro Giancola (Jeronimo, Domingos, Valdeníria)

Dhiego Donizethi Ferreira Gumieri (Domingos e Valdeníria Dutra Ferreira)

Paulo Donizete Da Costa (Domingos e Claudio Henrique Donatoni)

Ney Pedroso De Barros (Domingos e Valter De Andrade Zacarkim)

Andrea Correa Da Silva (Domingos e Valter de Andrade Zacarkim)

Nelci Eliete Longhi (Claudio Henrique Donatoni)

Cassiano Cremon (Domingos e Creude Castrillon)

Maria Aparecida Da Silva (Domingos e Creude Castrillon)

Rinaldo Ribeiro De Almeida Segundo (Domingos e Valdeníria Dutra Ferreira

Helícia Vitti Lourenço (Domingos e Rosinei Neves)

Augusto Lopes Santos (Domingos e Rosinei Neves)

Judá Maali Pinheiro Marcondes (Domingos e Rosinei Neves)

Joner Campos

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Corpo do idoso trocado no hospital São Luiz foi exumado na tarde de hoje por determinação judicial

Publicado

Editoria – Sinézio Alcântara

O corpo do idoso Adelio João de Souza, de 66 anos, que foi trocado, no sepultamento, pelo da idosa Alaíde Rosa de Aquino, 81 anos, que morreu no mesmo dia (terça-feira), no Hospital São Luiz, foi exumado na tarde desta quarta-feira, no cemitério Park dos Ipês, em Cáceres.  

A exumação foi determinada pela juíza da 5ª Vara da Comarca, Hanae Yamamura de Oliveira, após reclamações das duas famílias.

O desenterro do corpo foi realizado por uma equipe da Perícia Criminal, acompanhado pelo delegado Alex de Souza Cuyabano e familiares do idoso. O delegado diz que “a exumação foi apenas para desenterrar e enterrar no local certo”.

Adelio de Souza deu entrada no hospital no dia 20 de maio, após sofrer um infarto e morreu na terça-feira, momentos antes da morte de Alaíde Rosa. Moradora de São José dos IV Marcos, a idosa era cardíaca e deu entrada no hospital no dia 23 de maio com suspeita de Covid-19.

A confusão foi feita pela equipe do hospital. Ao serem informados da morte do idoso os familiares foram ao hospital. Lá receberam a informação de que ele já havia sido sepultado com suspeita de Covid-19. Na verdade, ele havia sido enterrado no lugar de Alaíde.

Por outro lado, familiares da idosa choraram e oraram pelo corpo errado. Uma neta da idosa, reclama que além da confusão teria sido maltratada pela equipe do hospital. Porém, a direção da Casa nega. Em uma Nota a direção informa que irá instaurar uma sindicância para apurar o ocorrido.

Outro lado

A direção do Hospital São Luiz informa que abriu sindicância para apurar o ocorrido e adotará todas as medidas cabíveis. A gestão mantém, de forma contínua, a revisão de protocolos de segurança e o caso mencionado não está de acordo com o rigor dos procedimentos do São Luiz.

Os familiares dos pacientes envolvidos foram informados, imediatamente, após identificada a situação, sendo oferecido todo o suporte para a resolução dos trâmites necessários.

Neste momento, o Hospital São Luiz lamenta o ocorrido e reitera seu compromisso com a população, amparado por seus princípios e a busca permanente pela qualidade, humanização e segurança nos serviços oferecidos.

Comentários Facebook
Leia mais:   Proibido o consumo de bebidas nos bares de Cáceres
Continue lendo

Cáceres e Região

Proibido o consumo de bebidas nos bares de Cáceres

Publicado

A fiscalização ficará a cargo da Vigilância Sanitária e aos que infringirem o decreto serão aplicadas sansões administrativas e até interdição do estabelecimento.

A partir desta segunda-feira (25), fica proibido na cidade de Cáceres (220 km de Cuiabá) o consumo de bebidas alcóolicas no local de venda. Bares e similares, com conveniências e os populares “bares da promoção” só poderão vender bebidas do tipo delivery ou retirada no balcão, sem consumo no local.

No decreto consta que vedada a permanência de clientes para consumo no local, sendo que, quando inevitável a formação de filas, seja observado o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre um cliente e outro, sendo obrigatório o uso de máscara.

A fiscalização ficará a cargo da Vigilância Sanitária e aos que infringirem o decreto serão aplicadas sansões administrativas e até interdição do estabelecimento.

Segundo o Art. 3º do decreto o descumprimento das normas previstas ensejará na aplicação das sanções administrativas previstas na Lei Federal 6.437/77 e demais legislações pertinentes, incluindo a interdição, sem prejuízo da imediata comunicação às autoridades competentes dos fatos que, além de infrações sanitárias, forem tipificados como crime.

Leia mais:   Após intensas mobilizações ADUNEMAT emplaca no STF data do julgamento para a ADI 6275

O Decreto entrou em vigor a partir de sua publicação nesta segunda-feira (25), VEJA O DECRETO.

Decreto nº 286-2020 – bares.pdf

Por Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana