conecte-se conosco


Política

Aumento da Carga Tributária pode afetar o comércio de Mato Grosso

Publicado

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Para discutir o Projeto de Lei Complementar (PLC) de número 53/2019, proposto pelo governo de Mato Grosso, que dispõe sobre a remissão e anistia de créditos tributários, como, também, a reinstituição e revogação dos incentivos fiscais, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), na última quarta-feira (10), participou de reunião na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio-MT) juntamente com representantes do comércio e outros parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O encontro discutiu os possíveis impactos dos incentivos fiscais e a reforma tributária no comércio varejista em geral. Na reunião, foram destacadas as principais dificuldades do modelo atual de arrecadação de Mato Grosso, o que envolve a falta de isonomia tributária – como exemplo, as lojas no simples com alíquota de 7,5% sem entradas que não favorece o crescimento e desenvolvimento do setor e dos grandes varejistas generalistas, o que ocasiona a insegurança jurídica.

O presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza, considera este assunto muito importante e de extrema relevância. “Agradeço aos deputados que compõem o grupo de trabalho sobre comércio da Assembleia e pontuo que pela primeira vez, as entidades representativas do comércio estão unidas e trabalhando em prol do segmento que detém 66% da arrecadação de ICMS do estado Mato Grosso. Além de ser o maior empregador de trabalhadores com carteira assinada”, expõe.

Leia mais:   Botelho entrega recursos de bazar e anuncia emenda para Hospital Amparo

Todas as federações, sindicatos e associações enviaram um técnico para compor a Comissão do Comércio criada pelas entidades que representam o setor, explica Wenceslau. “Quero deixar claro que queremos um Estado com projeto de desenvolvimento econômico e sustentável. Se vier um aumento de imposto, como o governo está propondo, o comércio vai vender menos, vai haver demissão em massa e quem vai pagar por este aumento é cidadão mato-grossense. O consumidor já está fragilizado com a crise dos últimos quatro anos, perdeu muito o seu poder de compra. Não aguenta mais aumento da carga tributária”, preocupa o presidente.

Delegado Claudinei ficou preocupado como a PLC 53 poderá afetar o segmento do comércio mato-grossense. O parlamentar já posicionou ser contrário ao aumento de imposto para qualquer segmento no estado de Mato Grosso. “Fizeram um estudo e nos apresentaram os possíveis impactos desse aumento da carga tributária. Eles mensuraram os aumentos em diferentes segmentos do varejo, como exemplo, material de construção, em que a carga média hoje é 6,57% e com o PLC 53 pode subir até 11,44%. É bastante preocupante. Isso vai gerar mais dificuldades para as empresas crescerem e obterem os seus devidos lucros”, opina o parlamentar.

Leia mais:   Reabertura de frigorífico e outras ações são temas de reunião na Sedec

Também participaram da reunião, os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco (DEM), Dr. Eugênio (PSB), Janaina Riva (MDB), Nininho (PSD), Thiago Silva (MDB), Ulysses Moraes (DC), Valdir Barranco (PT), Xuxu Dal Molin (PSC) e Wilson Santos (PSDB).

Comentários Facebook

Destaque

Projeto de saneamento básico irá contemplar todos os bairros da cidade

Publicado

O financiamento do projeto para coleta e tratamento do esgoto sanitário em Cáceres, autorizado pela Câmara, irá contemplar todos os bairros da cidade. Será uma das maiores obras já realizadas, em todos os tempos, em benefício da população. O projeto consta de 370 quilômetros de rede coletora, 29 Estações Elevatórias e a Estação de Tratamento de Esgoto que será construída na área do Distrito Industrial.

O investimento de R$ 129,7 milhões necessário para execução do projeto será financiado pela CEF com recursos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) a juro de 6% ao ano, mais 2.5% de custo financeiro da caixa. O prazo para pagamento será de 24 anos. Sendo quatro anos de carência para o início do pagamento e mais 20 anos para quitação total do empréstimo.

A previsão de conclusão das obras é de quatro a cinco anos, período em que iniciará a cobrança da taxa do esgoto. Em função do alto custo de tratamento, o valor será proporcional ao valor da tarifa de água; ou seja quem paga R$ 40 de tarifa de água mensal, estará pagando a mesma quantia de tarifa do esgoto. Aliás, taxa essa que é cobrada na maioria dos municípios brasileiros que dispões de coleta e tratamento de esgoto domiciliar.

Leia mais:   Derrubada de veto à emenda de Dr. Eugênio vai beneficiar os municípios de Mato Grosso

Diretor da autarquia Águas do Pantanal, o executivo Paulo Donizete da Costa assinala que o município tem consciência da grande responsabilidade em assumir o financiamento. Porém, destaca que “se cada cidadão e representantes públicos não assumirem junto esse compromisso, a tendência é que o município nunca irá chegar no padrão de qualidade de vida que todos desejamos” e que “essa é uma oportunidade única que a cidade terá para se consolidar como opção de qualidade de vida para se viver”

Além da preocupação com a qualidade de vida, a administração pensou também, nas famílias de baixa renda que poderão ter dificuldades para bancar a tarifa de manutenção do serviço. Em razão disso, de acordo com Paulo Donizete, a Águas do Pantanal também regulamentará a instituição da tarifa social que já se pratica na tarifa de água, onde essa faixa de consumidores terão o benefício do desconto de 30% tanto na tarifa de água quanto de esgoto.

“As famílias de baixa renda, que em Cáceres soma mais de 7 mil, serão contempladas com desconto de 30% na tarifa de esgoto. Atualmente, a tarifa mínima de água é de R$ 23,40. Com o desconto de 30% pagam apenas R$ 16,38. E, nesse patamar será a taxa de esgoto.

Leia mais:   Reabertura de frigorífico e outras ações são temas de reunião na Sedec

Ou seja, com as duas taxas pagarão R$ 32,76. “Se fosse hoje, o valor de um mês de tarifa de água e esgoto seria menor do que o valor de dois quilos de carne por mês”, diz acrescentando que “é uma balela o que os vereadores que votaram contra apregoam que muitos não terão como pagar as referidas tarifas”. O diretor afirma que, caso o financiamento não fosse aprovado, o município obrigatoriamente, teria que fazer a concessão dos serviços de esgoto.

“A lei federal nº 11.445 obriga os municípios a universalizar – realizar 100% do saneamento- no máximo até o ano de 2030. Se não fosse aprovado o financiamento, o município teria que privatizar e ai sim, a população, com certeza arcaria com um valor bem maior, como já está comprovado em todas as cidades onde o saneamento é privatizado”.

Os trâmites do processo, a partir de agora é o seguinte: a Caixa Econômica Federal (CEF) após conferir todas as exigências burocráticas que o projeto exige, encaminhará a proposta para o Ministério do Desenvolvimento Regional para referendar a aprovação, o que ocorrerá somente se a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) concluir que a prefeitura de Cáceres, tem condições orçamentárias para assumir os custos do financiamento.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Delegado Claudinei destina R$ 2 mi de emendas livres à PJC/MT

Publicado

Deputado Claudinei entrega cópia da emenda de R$ 2 milhões que destinou à PJC

Foto: SANDRA LUCIA RODRIGUES COSTA

Ratificando o compromisso com as questões de segurança pública, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) destinou R$ 2 milhões de suas emendas parlamentares livres para a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT). Por lei, o deputado pode indicar R$ 3,276 milhões de emendas livres no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2020 (PLOA).  

Nessa semana, o coordenador de Desenvolvimento Institucional da PJC-MT, investigador Moacir Rodrigues de Menezes, esteve no gabinete do deputado Delegado Claudinei, representando a diretoria da Execução Estratégica da instituição e recebeu uma cópia da emenda destinada na PLOA de 2020.

“Pela PJC, o investigador Moacir estará junto à nossa equipe, cobrando o governo a execução dessa emenda de R$ 2 milhões que destino à nossa instituição. Quero que você leve a cópia dessa emenda para conhecimento do nosso diretor-geral da PJC, Mário Demerval. Espero que este valor possa no ano que vem contribuir para o fortalecimento das investigações e ações da PJC”, afirmou Delegado Claudinei.  

Na oportunidade, o coordenador agradeceu a ação do deputado Claudinei, que atuou como delegado por 18 anos, sendo 17 em Mato Grosso, dos quais dois destes esteve como delegado regional de Rondonópolis. “Em nome da Polícia Civil, agradeço o empenho e confiança depositada a nós ao destinar essa emenda para investimento da instituição e colaboração com os trabalhos da PJC. Principalmente, neste momento, em que o estado passa por dificuldades financeiras. Essa emenda vai fazer uma diferença muito grande para nós”, destacou Moacir. Deputados Delegado Claudinei e Elizeu Nascimento conseguem R$ 16 milhões junto à bancada dos R$ 27 milhões de emendas federais para 2020

Leia mais:   Projeto de saneamento básico irá contemplar todos os bairros da cidade

Foto: Marcelo Lucas / Assessoria de Gabinete

AÇÕES PARA A PJC – Durante o ano de 2019, o deputado Delegado Claudinei realizou várias ações parlamentares que dizem respeito à Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. Das suas indicações, 25 trataram de assuntos envolvendo a instituição, desde pedidos de reformas e construção de delegacias, bem como aumento de efetivos de delegados, investigadores e escrivães, pedido de viaturas, móveis e equipamentos. Dos ofícios encaminhados pelo gabinete, dois foram para atender à PJC, bem como cinco projetos de lei e três de projetos de lei complementar, além de Títulos de Cidadão Mato-grossense, moções de Aplausos e de Pesar. O deputado Claudinei realizou audiências públicas que discutiu fechamento de delegacias em Mato Grosso e a alteração do Código de Processo Penal.

Junto com os representantes de sindicatos da PJC, o Delegado Claudinei tem trabalhado para garantir que, na Reforma da Previdência, que a Polícia Judiciária Civil (PJC), agentes penais, do socioeducativo e da Polícia Técnica tenham as mesmas condições de aposentadoria que a Polícia Militar, Bombeiros e Forças Armadas.

Claudinei, que é vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária, também esteve em Brasília (DF), juntamente com o presidente dessa Comissão, o também deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), em busca de emendas federais para atender à área de Segurança. Inclusive, nessa semana recebeu a informação do líder da bancada, deputado federal Neri Geller (PP), que dos R$ 27 milhões de emendas federais destinadas à Segurança Pública para 2020, R$ 16 milhões foram oriundos desta ida ao Distrito Federal em que Claudinei e Elizeu articularam junto aos demais parlamentares federais. Deputados da Comissão de Segurança Pública e Comunitária se reúnem com secretário da Casa Civil e representantes de Sindicatos para discutir reforma da Previdência

Leia mais:   PL de Max Russi proíbe troca de padrões de energia sem comunicar consumidor

Foto: SANDRA LUCIA RODRIGUES COSTA

Além disso, o deputado conseguiu, no início do ano, que a Delegacia de Repressão e Entorpecentes (DRE) recebesse doação de equipamentos para intensificar combate ao crime organizado. A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) também recebeu novos equipamentos, a partir de articulação do Delegado Claudinei junto à Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). O Delegado Claudinei também tem envidado esforços para desbloqueio de recursos na ordem de R$ 3,2 milhões destinados à construção da nova sede da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), numa ação junto ao titular da Deddica,  o delegado Francisco Kunze Junior.

Como servidor público de carreira, durante o ano fez a defesa pelo pagamento do Reajuste Geral Anual (RGA) aos servidores estaduais, bem como cobrou a convocação de aprovados em concursos, em especial, daquelas carreiras da área de Segurança Pública, como a de delegados, investigadores e escrivães.

  Articulação do deputado Delegado Claudinei junto à Sefaz conseguiu doação de equipamenotos para a DRE

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS Deputado entrega Moção de Aplausos em Rondonópolis para servidora da PJC

Foto: Marcos Lopes

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana