conecte-se conosco


Atlético-MG

Atlético-MG vence e aumenta jejum santista em estreias de Brasileiro

Publicado

O pensamento do torcedor atleticano está todo voltado para a partida de quarta-feira contra o São Paulo pelo jogo de volta da Copa Libertadores, mas a equipe tratou de não perder o foco na estreia do Campeonato Brasileiro. Mesmo com um time totalmente reserva, os comandados de Diego Aguirre venceram por 1 a 0 e estrearam na competição com o pé direito.

Pelo lado do Santos, que vinha embalado por mais uma conquista do Paulistão, mais uma estreia decepcionante em Campeonatos Brasileiros. Agora, já são 11 anos que a equipe santista não começa com vitória. A última foi ano de 2005, quando venceu o Paysandu por 4 a 1.

Foi apenas a segunda derrota da equipe de Dorival Júnior no ano. A última derrota havia ocorrido para o Red Bull por 2 a 1. De lá para cá, eram 15 partidas sem derrota santista.

Destaque para o equatoriano Cazares, que marcou o gol atleticano, teve bastante movimentação em campo e mostrou que pode ser ótima opção para o time do Atlético-MG na partida volta contra o São Paulo pela Libertadores.

CAZARES ON FIRE!

A partida no Horto começou movimentada, com as duas equipes ligadas, mas o Atlético Mineiro era melhor e criava as chances. Antes dos quinze minutos, duas boas chances. Primeiro com o garoto Hyuri, que recebeu na entrada da área e chutou para fora. Em seguida, o zagueiro Thiago cabeceou após cobrança de falta e a bola passou perto.

O Atlético continuava pressionado, e quem entrou em cena foi o equatoriano Cazares. Cotado para começar a partida decisiva contra o São Paulo no meio da semana, ele chutou de fora da área para linda defesa de Vanderlei. Na sequência, não teve como. O meia recebeu na entrada da área e chutou colocado para abrir o marcador.

Após o gol sofrido, o Santos cresceu de produção muito pela queda de rendimento do clube mineiro, que diminuiu a intensidade de seu jogo, deixando de imprimir a velocidade do começo. Apesar de ficar mais com a bola, o Santos terminou a primeira etapa sem criar uma grande chance de perigo.

Cleiton, no último lance da primeira etapa, quase ampliou em cabeçada que passou à esquerda de Vanderlei. Ao fim do primeiro tempo, as estatísticas marcavam dez chutes ao gol do Atlético contra cinco da equipe santista.

SEGURA A PRESSÃO

GAZETA PRESS

O Santos voltou para a segunda etapa querendo diminuir o prejuízo, e Gabriel arriscou bom chute que passou com perigo. No entanto, o Atlético continuava levando muito perigo nas jogadas de contra-ataque. Cazares e Hyuri eram os responsáveis pelas jogadas. Em falta na entrada da área, Lucas Cândido levou perigo.

Dorival júnior resolveu arriscar nas alterações e colocou ao argentino Maxi Rolón em campo no lugar do volante Renato. O Santos se mandou para frente na busca pelo resultado, mas a pressão ficou mesmo no toque de bola, sem oportunidades reais de gol.

PRÓXIMA RODADA

Pela segunda rodada do Brasileirão, o Santos receberá o Coritiba na Vila Belmiro. O jogo está marcado para domingo de manhã, dia 22, às 11h (de Brasília). Já o Atlético Mineiro viaja até Curitiba para encarar o Atlético Paranaense, que perdeu na estreia para o Palmeiras. O jogo ocorrerá no mesmo dia e horário do Santos.

Fonte: Espn

Comentários Facebook

Atlético-MG

Carlos César quer bom resultado fora para não ter pressão no jogo de volta

Publicado

Carlos César, lateral do Atlético-MG (Foto: Eduardo Deconto)Carlos César quer voltar para BH com um bom resultado contra o Inter (Foto: Eduardo Deconto)

Pela primeira vez nesta Copa do Brasil, o Atlético-MG decidirá a vaga jogando em casa. Contra o Internacional, o duelo de ida será nesta quarta-feira, no Beira-Rio, às 21h45 (de Brasília), e o jogo de volta no Independência, na quarta-feira da próxima semana. Apesar do bom histórico recente pelo torneio quando é mandante, o discurso no Galo é de atenção total também fora de casa.

O lateral Carlos César, que volta ao time após cumprir suspensão no duelo contra o Juventude, pelas quartas de final do torneio, entende a vantagem de decidir em casa, mas destaca que ela só ganha efeito se o resultado fora for bom.

– Teoricamente, é melhor decidir em casa, mas como a Copa do Brasil é um
campeonato diferente, se a gente não tiver um resultado bom aqui, podemos levar
uma pressão pra casa e dificultar o jogo. A gente tem que fazer um bom jogo
aqui pra fazer valer o resultado em casa e lá ser um ponto a mais pra gente
conquistar a nossa classificação.

Único semifinalista da Copa do Brasil que ainda sonha com o título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG divide as atenções entre os dois torneios, mas não tem prioridade por um ou por outro, garante Carlos César.

– A gente trata as duas competições da mesma forma, e vamos buscar o nosso
objetivo nas duas competições. A gente não pode colocar uma na frente da outra,
porque a gente pode se complicar. A gente sabe que vai enfrentar um jogo
difícil. Eu não sei o que o Inter prioriza, mas a gente sabe que eles
conquistaram um resultado bom diante do Santos, jogando com um time mesclado.
Vamos trabalhar forte, sabemos que vamos encontrar uma equipe forte. Estamos
jogando fora de casa e estamos preparados pra fazer uma grande partida.

O Atlético-MG encerrou sua preparação para o jogo contra o Internacional nesta terça-feira, em treino no CT do Grêmio. O técnico Marcelo Oliveira fechou a atividade e não deu sinais de quem será titular, mas o provável Galo que joga nesta quarta-feira terá: Victor; Carlos César, Erazo, Gabriel e Fábio Santos; Leandro Donizete,
Júnior Urso e Otero (Cazares); Clayton, Robinho e Lucas Pratto.

Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)Apenas o aquecimento do treino do Galo foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)

Comentários Facebook
Continue lendo

Atlético-MG

Marcelo fecha parte do treino em Porto Alegre, e escalação no meio é mistério

Publicado

O Atlético-MG chegará ao Beira-Rio, na quarta-feira, para o jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, envolto em suspense para encarar o Internacional, às 21h45 (de Brasília). Em busca de vaga na final da Copa do Brasil pela segunda vez em três anos, o técnico Marcelo Oliveira fechou o último treino antes da partida, no CT Luiz Carvalho, do Grêmio, e acrescentou uma pitada de mistério sobre a equipe atleticana para a decisão.

Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)Apenas o aquecimento foi liberado para a imprensa (Foto: Eduardo Deconto)

Nesta terça-feira à tarde, o comandante liberou apenas os primeiros minutos da atividade. Assim, os jornalistas tiveram acesso apenas aos trabalhos de aquecimento, sem quaisquer indicações de time para a partida contra o Internacional. Em meio às definições, o treinador depara com a baixa de Fred, que já atuou na Copa do Brasil pelo Fluminense e não pode defender o Galo na competição. Lucas Pratto comandará o ataque do Galo.

As dúvidas de Marcelo Oliveira são no meio de campo. Ainda não é certa a volta de Rafael Carioca, suspenso contra o Figueirense, pelo Brasileiro. Na armação, ainda não está definido se entra Otero Ou Cazares.

A provável formação, sem confirmação de Marcelo Oliveira, tem: Victor; Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Cazares); Clayton, Robinho e Lucas Pratto. Atlético-MG e Inter se enfrentam no Beira-Rio, nesta quarta. O confronto da volta está marcado para a próxima quarta, também às 21h45, no Independência.


Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana