Connect with us

Os atletas que fazem parte das seleções esportivas de Campo Verde e que representam o município em competições coletivas ou individuais, contam agora com um incremento a mais na preparação física.

Com recursos do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente e também da Associação Campo-verdense de Handebol, uma academia de ginástica com vários aparelhos foi montada no Ginásio de Esportes Joubert Izaias Romancini.

Foram adquiridos alteres, step-up, tornozeleiras com peso, bozu (aparelho utilizado para melhorar o equilíbrio), elásticos, colchonetes, bola e um aparelho de musculação compacto, chamado “gladiador”, que permite executar várias exercícios e trabalhar diversos músculos.

Para o técnico da seleção da handebol feminina, Luiz Matheus Coty, a academia foi um grande ganho para as atletas. “Ela vem para complementar todo o trabalho que a gente vem fazendo em quadra”, destacou.

O treinador lembrou também que os exercícios realizados nos aparelhos proporcionam mais resistência muscular, o que evita lesões. “Esse trabalho vem realmente para dar uma excelência no que a gente tem feito. Na verdade ele vem para complementar e pra fazer com que a gente consiga o máximo do atleta”, frisou.

Leia mais:   Câmara de Cáceres infringe a própria portaria permitindo evento causando aglomeração no plenário

Luiz Matheus ressaltou que a academia não é somente para as atletas do handebol. “Todos os atletas das seleções que representam Campo Verde podem estar usufruindo dessa estrutura. Ela vem para atender todos os atletas”, ressaltou.

Por (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Prefeitura anuncia inscrições para os jogos de praia do 39º FIPE

Published

on

Por – Esdras Crepaldi

A Praia do Daveron é um lugar especial da Baia de Cáceres. Um dos cartões de visita da cidade, local de lazer muito frequentado pela população cacerense. Banhos, pescarias, atividades físicas e jogos, fazem parte do cotidiano deste maravilhoso complexo.

Todos os anos, os jogos de praia, inseridos na programação oficial do Festival Internacional de Pesca Esportiva, acontecem ali e movimentam ainda mais o FIPE. Com um colorido todo especial, atletas e banhistas se misturam e lotam as areias da praia.

Este ano, mais uma vez, a Secretaria de Esportes, parceira do Festival, preparou uma grande programação esportiva para o espaço.

O Coordenador de Esportes Cristiano Neves, anunciou que a partir desta terça-feira, 28/06, as inscrições para as modalidades de vôlei de praia, hand beach, futebol de areia e beach tênis masculino e feminino, e futevôlei masculino e misto, podem ser feitas na sede da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, na Prefeitura de Cáceres.

“Façam suas inscrições, teremos premiações em dinheiro, troféus e medalhas”, incentivou Cristiano.

Leia mais:   Eliene e Francis se reaproximam e posam juntos em fotos durante inauguração de obras em Cáceres

Já o secretário de Turismo, Cláudio Henrique Donatoni, disse que os jogos de areia dão vida ao FIPE, movimentam a praia do Daveron  e esquentam ainda mais as emoções do Festival de Pesca.

“O FIPE integra todas as secretarias da prefeitura e proporciona diversas atividades esportivas, culturais e ambientais. Os jogos de praia estão inseridos na programação oficial do evento. Agradeço toda equipe da Secretaria de Esportes e Lazer pela parceria e coordenação desses jogos”, reconheceu Cláudio Henrique.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Brasil já tem 17 casos confirmados de varíola dos macacos e imunologista dá dicas de como se prevenir da doença

Published

on

Da Redação
     Depois da pandemia da COVID-19, o mundo entra em alerta mais uma vez. A Monkeypox, ou varíola dos macacos, já tem casos confirmados em mais de 30 países. Aqui no Brasil, 17 pessoas testaram positivo para a doença.     A varíola dos macacos não é uma doença nova. A transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com o animal, com humano infectado ou com material corporal humano com o vírus. Portanto, contato pessoal com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados ajudam a transmissão.      As lesões se iniciam pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo e genital, formando erupções cutâneas e bolhas com pus. A transmissão só termina quando a crosta desaparece. Além das lesões, a doença gera sintomas como febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.     “Já temos vários casos confirmados no Brasil. É importante ficar atento aos sintomas e às lesões, que começam no rosto. O isolamento deve ser imediato, assim como o mapeamento das pessoas que tiveram contato com o doente. A liberação do paciente só pode acontecer após o desaparecimento das lesões”, explica Luiz Werber-Bandeira, imunologista/alergista e docente do IDOMED.

Patrícia Belarmino

(67) 9 9221-3227
Comentários Facebook
Leia mais:   Segunda-feira (27): Mato Grosso registra 759.242 casos e 14.984 óbitos por Covid-19
Continue Reading

Mais Lidas da Semana