conecte-se conosco


Política

Assembleia Social oferece, gratuitamente, oficinas de artesanato em bairros periféricos de Cuiabá

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O que flor, pimenta, passarinho e coração têm em comum? As representações deles se tornam lindos chaveiros ou elementos de decoração. Mais que isso, a produção deles é uma opção de ampliação de renda. Por tudo isso, a Assembleia Social (antiga Sala da Mulher da Assembleia Legislativa de Mato Grosso) vem oferecendo oficinas de chaveiro artesanal em associações de bairros periféricos de Cuiabá.

A terceira oficina – de duas horas – foi realizada na manhã dessa segunda-feira (17), no Instituto Mato-grossense de Apoio à Criança (Imac), no bairro Doutor Fábio I, para adolescentes da comunidade. Antes da oficina de ontem, houvera nos bairros Paiguás e Campo Velho, no último mês.

A coordenadora do Imac, Maria José da Silva Matias, conta que o instituto busca sempre firmar parcerias para oferecer atividades engrandecedoras às crianças e jovens da região, de forma a ocupar o tempo positivamente e promover opções de trabalho. “A ideia é ajudar esta comunidade”, resume.

Leia mais:   Com pauta trancada, deputados devem votar vetos está semana

A professora de artesanato Elizabeth Ferreira levou o material já separado: saquinhos com enchimento e feltro nas cores de cada personagem criado – vermelho e verde para a pimenta, várias combinações de cores para os passarinhos, tecidos estampados para as flores. Há também miçangas, cola, tesouras, agulhas, linhas e moldes. Todo o material é repassado pela Assembleia Social.

O mesmo produto artesanal pode se tornar um chaveiro, ou uma cortina de corações – ideal para um momento romântico, ou a decoração de um chá de bebê com temática de passarinhos. A artesã Elizabeth vê nas aulas uma experiência diferente. “Está sendo muito gratificante ver a alegria das pessoas em aprender”, conta.

Uma amiga, que participou da oficina no bairro do Doutor Fábio, foi quem convidou Maurício Caetano dos Santos Farias, de 15 anos, para participar da oficina. O rapaz disse que achou interessante a proposta e que a oficina é uma boa opção para ocupar o tempo.

“Nós, da Assembleia Social, buscamos novas formas de permitir à comunidade formação para complementação de renda e, por que não, uma nova ocupação, uma nova profissão. Acolhemos pedidos de associações de bairros e outras entidades, fazemos a triagem, firmamos parcerias para oferecer os cursos, levantamos todo o material e oferecemos gratuitamente à ponta. Isso é transformador! É por meio do acolhimento e da educação que poderemos mudar um pouquinho a vida de quem precisa”, explicou a diretora da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira.

Comentários Facebook

Política

Indicação propõe construção de ponte para interligar as cidades de São José dos Quatro Marcos e Rio Branco

Publicado

Com o objetivo de interligar os municípios de São José dos Quatro Marcos e Rio Branco, o deputado estadual João Batista (Pros) apresentou a Indicação n° 2996/2019, que propõe ao secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, e ao secretário  de Infraestrutura e Logística do Estado, Marcelo  de Oliveira, a necessidade de viabilizar recursos financeiros para construção de ponte de concreto sobre o Rio Cabaçal.

A proposta foi apresentada no Poder Legislativo na última quarta-feira (10), durante a sessão plenária, e busca de atender uma solicitação dos moradores dos municípios de São José dos Quatro Marcos e Rio Branco que aguardam providências do  governo do estado.

A matéria informa que uma das pontes que dão acesso aos dois municípios encontra-se em péssimas condições de trafegabilidade, com madeiras soltas, quebradas e fendas enormes. Por isso, não há mais condições para que os habitantes das cidades possam utilizá-la.

Segundo o parlamentar, a questão é antiga e quem sofre com tudo isso é a população, que se vê obrigada a fazer desvios por outra estrada, aumentando o percurso ou se arriscando na travessia.

Leia mais:   Deputados entregam equipamentos em Jangada

“Assim, diante do crescente tráfego de veículos naquela via responsável pelo escoamento produtivo rural da região, bem como pelo acesso a outras localidades (Barra do Bugres e Tangará da Serra) e serviços públicos, é que se faz premente a necessidade de viabilizar recursos financeiros para construção de uma ponte de concreto sobre o Rio Cabaçal”, destacou o deputado João Batista.

Batista ainda argumentou que “a ausência de um programa  de manutenção e de recuperação periódica das pontes de madeira traz transtornos de ordem econômica e financeira, repercutindo diretamente no desenvolvimento dos municípios da região, além  de interferir  na vida da população”, concluiu.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Associação de Mulheres do Jardim Vitória recebe Oficina de Chaveiros Artesanais

Publicado

A diretora Daniella Paula dá as boas vindas às participantes

Um grupo de mais 20 mulheres do bairro Jardim Vitória, na periferia de Cuiabá, recebeu nesta segunda-feira (15), mais uma edição da Oficina de Chaveiros Artesanais, oferecida gratuitamente pela Assembleia Social (antiga Sala da Mulher da Assembleia Legislativa de Mato Grosso). A ação, por iniciativa da Associação de Mulheres do Bairro Jardim Vitória, objetivou oferecer qualificação como opção de complementação de renda para as famílias da região. Esta edição foi intermediada pela equipe do gabinete da deputada estadual Janaina Riva (MDB).

“Nós buscamos cursos com a Sala da Mulher [Assembleia Social] porque são gratuitos, precisamos e não podemos pagar”, contou a presidente da associação, Sueli Cardoso, que aproveitou a oportunidade para solicitar outras formações oferecidas pelo braço social da ALMT.

Quézia Limoeiro, chefe de gabinete da deputada Janaina Riva, convidou as mulheres participantes a aproveitarem bem a oficina. “Daqui pra frente, é com vocês”, acredita, se referindo ao sucesso que cada aprendiz pode alcançar com a atividade.

Leia mais:   Banco é condenado a indenizar em R$ 50 mil ex-prefeita para compensar cheques fraudados

A diretora da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira, garantiu que, tendo intensa participação da comunidade nas atividades oferecidas, levará outros cursos para a associação contemplada. “À medida da procura, a gente traz outros, porque a gente gosta é de ver os lugares cheios”, comentou. Mais além, Dani Paula reforçou que “este é o nosso trabalho, aproximar a Assembleia de vocês”.

Além de Oficina de Chaveiros Artesanais, a Assembleia Social, por meio de parcerias, oferece, gratuitamente, a entidades filantrópicas, Curso de Pintura em Pano de Prato, Curso de tranças e penteados, Curso de fabricação de doces caseiros, entre outros. Os cursos e os materiais necessários são repassados pelo braço social da ALMT, por meio de parcerias.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana