Connect with us

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) derrubaram nesta quarta-feira (25), durante sessão plenária tumultuada, o veto ao projeto de lei nº 214/2022 que extingue a cláusula de barreira em concursos públicos estaduais.

Com isso, todos aqueles que pontuaram com nota mínima exigida no presente edital têm mantidas as chances de serem chamados durante toda a viabilidade do certame, desde que haja orçamento garantido e interesse do governo de Mato Grosso.

Desenvolvido pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), a proposta trata que os candidatos que não tenham sido classificados entre o quantitativo de vagas previstas pelo edital, não podem ser considerados eliminados. “A proposta oferece proteção adicional aos aprovados em concurso, que não obtiveram a nomeação por motivos alheios ao interesse público e possuem expectativa legitima de nomeação, conferindo, desta forma, segurança jurídica aos candidatos aprovados no certame”, justificou o parlamentar.

A derrubada foi bastante celebrada pelo parlamentar, e por concurseiros de segmentos de Segurança Pública, especialmente da Secretaria de Administração Penitenciária e da Polícia Judiciária Civil que lotaram a galeria do Plenário Renê Barbour.

Leia mais:   33 cidades do Estado, inclusive, Cáceres tem fornecimento afetado por batida de postes no fim de semana

“É uma vitória muito importante e significativa para todos os concurseiros e concurseiras que abdicam de muitas coisas e dedicam horas afinco em busca de uma aprovação em concurso. Essa derrubada de veto deve ser muito comemorada por todos e todas. Vocês merecem essa comemoração”, disse Barranco.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Destaque

Defensoria Pública de Cáceres auxilia na determinação que Barra do Bugres mantenha pensão de jovem que perdeu a mãe aos 8 anos de idade

Published

on

Justiça determina que Barra do Bugres mantenha pensão de jovem que perdeu a mãe aos 8 anos de idade

Fonte: https://www.issoenoticia.com.br/ e Defensoria Pública de MT

Depois de ser informada pelo Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Barra do Bugres (169 km de Cuiabá) que o benefício previdenciário de T.A.A.S. seria cortado no dia 31 de maio, quando ele completaria 18 anos, a família procurou a Defensoria Pública de Cáceres, onde atualmente reside.

Imediatamente, o defensor público Saulo Castrillon ingressou com uma ação, no dia 5 de maio, solicitando que a pensão em decorrência da morte de sua mãe fosse mantida até ele completar 21 anos de idade, e o pedido foi acatado pela Justiça no dia 24, mantendo o pagamento do benefício.

Após o falecimento da sua mãe, quando tinha 8 anos de idade, T.A.A.S. passou a morar com a irmã, C.D.A.S., que na época tinha 17 anos, e o avô, já idoso, portador de Mal de Parkinson e Alzheimer.

Com o apoio da Defensoria Pública de Barra do Bugres, onde moravam na época, C.D.A.S. obteve a guarda provisória, e depois definitiva, do seu irmão. Eles moram juntos até hoje.

Leia mais:   PRÉ-CAMPANHA - Com presença de Irajá Lacerda, evento político reúne mais de 500 pessoas em Pontes e Lacerda

“Deu tudo certo. Foi tudo pela Defensoria. Não tinha condição nenhuma de pagar um advogado, nada. Depois, em 2013, viemos para Cáceres”, relatou a irmã, que hoje tem 27 anos e está terminando o curso de Ciências Biológicas.

Segundo a ação previdenciária de prorrogação de pensão por morte, a suspensão do pagamento caracterizaria o periculum in mora, pois comprometeria a subsistência do jovem, que depende do benefício para sobreviver. T.A.A.S., que acabou de completar 18 anos, iniciou recentemente o curso de Letras na faculdade.

O Fundo Municipal alegou que, de acordo com a Lei Municipal nº 1.554/2005, a perda da condição de dependente ocorre automaticamente no dia em que o filho segurado completa a maioridade, ou seja, aos 18 anos de idade.

Contudo, como demonstra a ação, a decisão está na contramão da legislação federal e da jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) sobre o tema, que asseguram o pagamento do benefício ao filho dependente do segurado até que complete 21 anos.

Leia mais:   33 cidades do Estado, inclusive, Cáceres tem fornecimento afetado por batida de postes no fim de semana

“Vale destacar a importância da decisão para a família, haja vista que o benefício é a única fonte de renda do assistido, que é universitário, e da irmã”, afirmou o defensor.

C.D.A.S. conta que, logo após o falecimento da mãe, a pensão foi a única fonte de renda dela e do irmão, garantindo a ambos a moradia (viviam de aluguel), a alimentação e os custos com a educação.

“Ajudou bastante, inclusive para comprar material escolar. A gente focou no estudo porque, senão, como ia ser? Sem pai, com quem não temos contato, sem mãe, ninguém da família. Morávamos sozinhos com o meu avô, bem velhinho, e acamado”, revelou.

Com a prorrogação do benefício, os jovens esperam agora terminar a faculdade, fazer estágio e depois conseguir um bom emprego.

“Ele já vai estar bem no final do curso dele. Já vai estar fazendo algum estágio. Não vai ter preocupação de ficar desempregado para se manter. Vai ajudar ambos porque eu também já vou ter terminado a faculdade. Queremos nos formar e ter a nossa renda”, finalizou a estudante.

Comentários Facebook
Continue Reading

Cáceres e Região

Agenda de fim de semana. As opções de lazer e entretimento em Cáceres

Published

on

 

Expressão Notícias – Sinézio Alcântara

     Onde ir no final de semana, em Cáceres? Quais as opções de lazer e entretenimentos? Onde degustar um bom churrasco, peixe, pizzas e assim por diante? Onde dançar ou ouvir uma boa música? A partir desta semana, o site Expressão Notícias, estará divulgando, nas sextas-feiras, a Agenda do Fim de Semana, na cidade.

    Para os amantes de uma boa música sertaneja, samba, pagode ou MPB, são duas as opões neste final de semana. Na Prosa na Orla, na margem do Rio Paraguai, no centro da cidade, você terá, no sábado e domingo, tudo isso. Sem contar com comidas típicas da região, além de uma variedade de pratos à base de peixe. E, ainda, claro, aquele chope geladinho.

    A outra opção, desse mesmo estilo, é o Restaurante Porto do Sadao. Localizado, também na margem do Rio Paraguai, praticamente, dentro do pantanal, o local oferece, todos os finais de semana, música ao vivo e muito entretenimento, com segurança, e uma variedade de pratos, também a base de peixes. Vale apenas conferir!

Leia mais:   33 cidades do Estado, inclusive, Cáceres tem fornecimento afetado por batida de postes no fim de semana

     Os adeptos de produtos à base de milho, como pamonhas, bolos, pudins e curaus, entre outros, não podem perder a Festa da Pamonha, do distrito do Caramujo. O evento, já tradicional no município, será realizado no sábado e domingo. Além dos produtos, haverá shows artísticos e bailes.

Já no embalo das tradicionais “festas juninas” será realizado no sábado e domingo, na praça de Eventos da Sicmatur, o Arraiá Pantaneiro. O evento é uma produção da Beto Produções e Eventos, com apoio da Associação Mato-grossense da Cultura. Uma boa pedida para quem “aprecia” uma festa tradicional. Bora lá?

Também será realizado no domingo, no Recanto Sabiá, a Peixada do Pina. Uma opção maravilhosa, principalmente, para quem quer degustar um bom peixe, ouvir e dançar boas músicas. A peixada será animada pelos grupos musicais “Forró Brasil” e Santos & Amarildo. Ou seja, opções não faltam para aproveitar bem o final de semana. E bebamos com moderação. kkkkk

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana