conecte-se conosco


Política

Asfalto na região do Alto Pantanal precisa ser recuperado

Publicado

Max Russi deu encaminhamento as demandas apresentadas pelas comunidades, em relação a MT-160.

Foto: JOSÉ MARQUES

Moradores de treze comunidades da região do Alto Pantanal encaminharam um abaixo-assinado ao gabinete do deputado Max Russi (PSB) pedindo uma interlocução parlamentar, junto ao governo do estado, na busca da recuperação asfáltica de um dos trechos da MT-160. O deputado apresentou a Indicação n°5265/2019 durante sessão na Assembleia Legislativa, reforçando a reivindicação.

De acordo com os relatos, o trecho com maiores problemas estruturais fica entre Cáceres e Poconé. Com isso, as dificuldades têm afetado principalmente as comunidades de Monjolo, Piuval, Taquaral, Quilombo, Sucuri, Laginha, São Gonçalo, Coqueiro, Encomind, Alvorada, Assentamento Baunilha, Jatobá e Pesqueiro.

“Fui procurado por representantes dessas comunidades, que têm sofrido muito com esses problemas de buracos. Essa indicação é uma cobrança ao governo do estado, para que as medidas necessárias sejam tomadas”, justificou Russi.

O líder comunitário Manoel Socorro de Almeida também relatou uma situação já considerada caótica. Segundo ele, até mesmo um serviço paliativo traria alívio a quem mora por lá.

Leia mais:   Frente Parlamentar sem apoio da Assembleia está fadada ao insucesso

“Nesse momento, precisamos que qualquer medida seja feita, mas achamos necessário fazer todo o processo corretamente para evitar danos maiores. A urgência hoje é fazer patrolamento, cascalhamento e levantamento da rodovia”, analisa.

Além da necessidade de obras na pavimentação, algumas pontes de madeira de menor extensão também precisam ser restauradas. Elas seriam a interligação de destinos diários dos moradores, assim como caminho de trabalho de pequenos produtores e escolas.

Manoel lembrou ainda que procurou outros meios para que o problema fosse resolvido, mas nada foi feito até o momento. “Já enviamos diversos ofícios, pedimos de toda forma possível e infelizmente não tivemos resposta, isso é lamentável, pois a população precisa de ajuda”, afirma Almeida. 

Em relação às políticas públicas voltadas ao atendimento de demandas da infraestrutura em municípios de Mato Grosso, Max Russi tem feito diversas cobranças.  Até o momento, foram mais de 20 indicações apresentadas durante as sessões.

“Nosso estado é muito ativo na produção agrária, por consequência as nossas estradas ficam desgastadas. Infelizmente quem lida diretamente com o problema são os moradores e até mesmo os motoristas que trafegam diariamente na estrada”, concluiu.

Comentários Facebook

Política

Mesa Diretora lamenta falecimento de Benedito Botelho, pai do presidente da AL

Publicado

Foto: ARQUIVO PESSOAL / ALMT

A Assembleia Legislativa vem a público expressar sentimento de pesar e prestar condolências à família do presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho, pelo falecimento do seu  pai, senhor Benedito Caetano Botelho, na manhã desta sexta-feira (17).

Seo Chinhô, como era conhecido, era natural de Livramento, completou 95 anos em setembro, e tratava de câncer há três anos. Ele deixou nove filhos e viúva, senhora Leopoldina Fontes Maia.

O velório está previsto para acontecer nesta sexta-feira (17), a partir das 16 horas, na funerária Capelas Jardins – em Cuiabá.

Comentários Facebook
Leia mais:   Três CPIs estão instaladas e em andamento na Assembleia Legislativa
Continue lendo

Política

Ulysses Moraes encaminha requerimento de informação acerca de R$ 150 mil liquidados

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual Ulysses Moraes (DC) encaminhou um requerimento de informação para que seja enviado ao chefe da Casa Civil do Estado de Mato Grosso acerca da liquidação e do suposto recebimento por parte do governador de maneira, de acordo com o parlamentar, que afronta os cofres públicos.

“Como compete ao parlamentar fiscalizar as ações ligadas ao estado de Mato Grosso, solicitei hoje durante a sessão, através de requerimento, todas as informações pertinentes à prestação de contas desta verba e porque ela não consta no Portal da Transparência, como dita a lei”, esclarece o parlamentar.

No requerimento, o deputado solicita a totalidade de gastos mensal com ajuda de custo e verba de representação junto ao gabinete do governador e qual a finalidade desta verba. Além disso, Ulysses requereu informações da prestação de contas dos valores mês a mês, a legalidade desta verba e qual a razão pela qual esta informação não conta nos Sistemas de controle de gastos do estado.

O montante está sendo classificado como ‘verba secreta’, já que está obstruído de consulta pública. Na data do documento consta o ano de 2019, mesmo ano em que o governador decretou estado de calamidade pública. 

Comentários Facebook
Leia mais:   Três CPIs estão instaladas e em andamento na Assembleia Legislativa
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana