conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Argel vê boa exibição, mas culpa pênalti e falhas coletivas por derrota

Publicado

 

O revés diante do Cruzeiro, na tarde deste domingo, foi o
quarto consecutivo do Vitória na Série A do Brasileiro. A equipe foi derrotada
por 1 a 0, em pleno Barradão, e não conseguiu deixar a zona do rebaixamento. O
Leão até poderia ter tido melhor sorte, mas novamente desperdiçou uma
penalidade, desta vez com Cárdenas, no momento em que tinha um jogador a mais ?
o cruzeirense Léo foi expulso.

Assim como na derrota para o Sport, no fim de semana
passada, o técnico Argel Fucks novamente enxergou uma boa atuação do Vitória na
partida. Em entrevista concedida depois da partida, o técnico destacou um ?primeiro
tempo equilibrado?, mas lamentou a falha coletiva no lance do gol marcado por
Ariel Cabral, oriundo de uma cobrança de escanteio.

– Resultado é ruim para a sequência. Exibição, a gente jogou
bem. Fizemos um primeiro tempo equilibrado, o adversário não teve chances.
Tomamos gol de escanteio, que a gente trabalha muito. Tomamos o gol em uma falha
coletiva. Nosso erro continua. Erramos atrás, erramos na frente, cada vez a
gente entra em uma dificuldade maior. Isso passa por você fazer o resultado,
criar as chances que a gente teve. Criamos a expulsão, criamos o pênalti, agora
não tivemos a capacidade de transferir para gol. Não tem muito o que explicar.
Temos que levantar a cabeça e pensa no jogo contra o Fluminense ? avaliou o
treinador rubro-negro.

Argel também comentou o erro do Vitória em mais uma
cobrança de pênalti, o quarto consecutivo. Contra o Sport, o Leão já havia
perdido dois, um com Zé Love e outro com Kieza. Diego Renan errou contra o
Botafogo. Para ele, é uma situação ?inacreditável?.

– Nossa equipe, nos últimos dois jogos, nossa equipe perdeu
três pênaltis. No meu comando, nós fizemos oito jogos e perdemos quatro. E com quatro
jogadores diferentes. Tudo que dá para fazer, estamos fazemos. Treinamos bola
parada, pênaltis. Os batedores são aqueles que treinam. Vocês acompanham. Não é
por falta de treino. Estamos fazendo o possível e impossível. Agora, é
inacreditável perder três pênaltis em dois jogos. Fazendo o gol de pênalti, você
tem um jogador a mais, o torcedor ia inflamar muito. Queria deixar um agradecimento,
o torcedor tem feito sua parte, jogou junto. Está faltando a gente fazer nossa
parte. Fazer dentro de campo o que fazemos no treinamento. Passa o lado
emocional, tranquilidade, confiança. Tudo isso temos passado para eles ?
afirmou.

Com a derrota, o Vitória, que não marcou gols nas últimas
quatro derrotas, permanece na 17ª posição, com 35 pontos. O próximo jogo está
marcado para a próxima sexta, contra o Fluminense, no Maracanã.

01

cobrança da torcida

Torcedor tem direito de reclamar. Quem está devendo é a
gente. Torcedor veio, sentiu nosso chamado, fez uma festa bonita. Só a gente
pode resolver essa situação. Você não pode errar quatro pênaltis. Lances
cruciais. Contra o Botafogo, estava 0 a 0. Contra o Sport, se você empata, é
outro jogo. Hoje novamente. Os responsáveis somos nós. Torcedor está fazendo a parte
dele. Responsabilidade é nossa, ninguém mais. Estamos dando oportunidades aos
jogadores, mudamos o time nesse jogo. Estamos dando oportunidade de outro
batedor. É uma fase. Fase negra. Fase de azar. Futebol tem azar sim. Está
faltando um pouco de sorte. Não é por entrega, por dedicação, porque os jogadores
lutaram muito, tentaram de todas as formas, mesmo depois do pênalti, começaram
a correr. Está faltando sim um pouco de sorte para sair desse marasmo.

01

já perdeu quatro jogos seguidos?

Não me lembro [na verdade, Argel perdeu quatro partidas consecutivas quando dirigiu o Inter, ainda neste Brasileiro]. Mais importante é que tem que ganhar. Tudo
que dá para fazer, estamos fazendo. Não podemos achar que Nickson vai ser a
solução, que o Gabriel vai resolver. Estamos usando as peças que temos. Não dá
para trazer 23 jogadores para o jogo, até porque eles precisam treinar. Estamos
estudando jogadores para determinado jogo. Precisamos buscar uma vitória. É
difícil jogar contra o Fluminense? É. Como foi difícil contra o São Paulo, contra
o Internacional. Por jogar fora de casa, se torna mais difícil. É a mesma dificuldade,
vale os mesmos três pontos. Jogadores têm corrido muito. Não vimos ninguém de
mão na cintura, fazendo biquinho. Jogadores não erram pênalti de sacanagem. São
jogadores importantes, experientes, jogadores que jogaram em outros países.
Acontece. A fase é ruim. Traz essa energia negativa, e isso atinge dentro de
campo. Se a gente conseguiu o pênalti, é porque colocou o adversário em dificuldade.
Primeiro tempo, Cruzeiro teve uma chance de gol. Tivemos inúmeras chances.
Goleiro do Cruzeiro hoje foi o melhor jogador em campo. Todos os jogos que
estamos jogando, o goleiro adversário tem sido o melhor em campo. Não vamos
jogar a toalha, não vamos desanimar, perder o foco. É nesses jogadores que a
gente confia. Eles estão lutando. Isso é nítido. São quatro derrotas
praticamente com o mesmo enredo, pênalti errado, falha coletiva. É com esse
grupo que a gente vai trabalhar e levantar a cabeça. Estamos acostumados a
conviver com essas fases negras no futebol. Ainda dependemos da gente.
Precisamos mais do que nunca de uma vitória, para que volte a confiança. Quando
a bola entrar e a gente recuperar a confiança, as coisas vão entrar no lugar.

01

trabalho de finalizações

Fizemos um trabalho de finalização nesse gol. Trocamos o
grupo. Tudo que dá para fazer de finalização, estamos fazendo. Precisamos entra
no campo e fazer. A gente trabalhou. Foi uma hora e vinte minutos
exclusivamente na parte ofensiva. Treinamos pênalti todo dia.

01

Confiança

Confiança. Faz quatro jogos que corremos atrás. Estamos
fazendo tudo que dá para fazer. Eu como treinador, tudo que posso fazer em
nível psicológico, motivacional, de preleção, estamos fazendo. Hoje fizemos
vídeos de jogos contra a Chapecoense, São Paulo, nos quais a gente fez gol.
Tudo passa pela confiança. Atlético-MG ficou sete jogos sem ganhar.
Internacional ficou 12. Isso é fase. Acontece com todos. Precisamos continuar nosso
trabalho, não desanimar, não abaixar a cabeça. 


Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Palmeiras volta a ter time feminino depois de 9 anos

Publicado

Repórter Lincoln Chaves trouxe todas as informações da preparação do Verdão para o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino dentro do programa No Mundo da Bola desta quinta-feira (14); ouça na íntegra
Começa neste sábado (16) a sétima edição do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. E a Rádio Nacional traz uma série de matérias sobre a principal competição do futebol feminino no país. A terceira reportagem fala do Palmeiras e dos seus reforços para disputar a competição além do projeto da diretoria para a modalidade. O repórter Lincoln Chaves trouxe todas as informações do Verdão dentro do programa No Mundo da Bola desta quinta-feira (14).

Ouça no player abaixo:

O Palmeiras retorna ao feminino após nove anos. O time vai jogar em Vinhedo, cidade parceira do versão nesta edição.

A equipe foi apresentada em meados de fevereiro e é comandada pela treinadora Ana Lúcia Gonçalves.

O No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919. Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.
Tags: Palmeiras Futebol Feminino Brasileirão Feminino

Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana