conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Argel resgata Alex após polêmica e é premiado com lance de gol na Vila

Publicado

 

O técnico Argel deixou de lado qualquer tipo de rusga com o
meia Alex – se é que existia – e deu uma  nova chance ao meia. Acabou coroado justamente
pela escolha. Saiu do pé do camisa 12 o escanteio que resultou na cabeçada de
Aylon para vencer o Santos por 1 a 0 na noite do último domingo na Vila
Belmiro. Episódio vencido. 

Após cumprir suspensão na última quinta-feira, no triunfo por 1 a 0 sobre o Sport, o meia voltou a ficar à disposição do Inter. Aos 22 minutos da etapa final, Alex entrou na vaga de Andrigo. Dezesseis minutos depois, mostrou que estava com o pé calibrado. Colocou a bola para o centroavante, que só teve o trabalho de deslocar Vanderlei.

LEIA MAIS:
> A crônica de Santos x Inter
> Tempo Real de Santos x Inter
> A classificação do Brasileirão

Ocorre que, apesar de Alex ter a cobrança de bola parada como um de seus trunfos, não estava sob sua incumbência o escanteio no momento. Foi o momento da estrela de Argel. O técnico pediu ao camisa 12 que colocasse a bola na área. Deu certo:

– O Alex entrou muito bem. Trabalhamos com todos da mesma forma. Olhamos olho no olho. Ele entrou muito bem. O escanteio era para o William bater, mas pedi ao Alex. Era um escanteio fechado. O Aylon precisava fazer o gol.

Alex comemora gol do Inter (Foto: Reprodução / SporTV)Alex comemora gol do Inter (Foto: Reprodução / SporTV)

O enredo foi o desfecho de uma semana turbulenta. No domingo, 22 de maio, Alex entrou aos 21 da etapa final. Aos 40, acabou expulso. O meia se descontrolou após falta cometida em Paulo Henrique Ganso, que deixou a chuteira em seu peito. Indignado, levantou a camisa e mostrou o local a Péricles Bassols, que o deu vermelho. Na súmula, o árbitro relatou que foi ofendido pelo jogador colorado. 

Na sequência do lance, Lucas Fernandes cobrou falta na cabeça de Lugano, que deixou tudo igual. O Inter ainda teve forças para fazer novo gol, após Eduardo Sasha completar cruzamento de William, e garantir a vitória no Morumbi. Mesmo assim, na entrevista coletiva após a partida, Argel mostrou reprovação ao ato do pupilo:

– Ninguém se escondeu na expulsão do Alex. Foi uma expulsão boba, como a do Vitinho contra o Juventude. Os jogadores correram pelo Alex como foi pelo Vitinho. Tratamos isso internamente, mas o mais importante é o comprometimento. Errar faz parte. Precisamos aprender com os erros. O Alex aprenderá, assim como o Vitinho aprendeu. Sempre peço para começar e terminar com 11. 

A expulsão de Alex ocorreu justamente quando voltou a ter uma oportunidade. O camisa 12 não atuava desde o dia 16 de abril, quando o time empatou em 0 a 0 com o São José-RS, pela primeira partida das semifinais do Gauchão. Na estreia pelo Brasileirão, na igualdade pelo mesmo placar diante da Chapecoense, sequer ficou no banco de reservas. Algo que já tinha ocorrido na decisão do estadual, quando o Colorado fez 3 a 0 no Juventude. 

O discurso de Argel fez o camisa 12 reagir. Através de sua conta no Instagram, o meia postou na terça-feira uma frase atribuída ao escritor e filósofo Mário Sérgio Cortella, que soou como um recado velado ao técnico

– Elogie em público e corrija em particular. Um sábio orienta sem ofender e ensina sem humilhar – diz o texto, completado com uma mensagem do próprio jogador. – Para bom entendedor, meia palavra basta – acrescentou.   

Pouco depois, voltou à rede social e o jogador fez uma outra postagem acompanhada de um vídeo, no qual nega que tenha mandado qualquer recado direcionado a Argel e diz que a mensagem foi distorcida ou mal interpretada. Segundo Alex, a frase tinha como objetivo apenas passar “uma mensagem boa para alguém”. 

O episódio, entretanto, teve desdobramentos no vestiário. O departamento de futebol se irritou com a postura do pupilo e o puniu. Apesar disso, ainda na quinta, após o jogo do Sport, Argel deu a entender que a situação estava superada e voltaria a apostar no canhoto:

– Quando acabou o jogo, falei para ele que teve uma expulsão boba como teve o Vitinho contra o Juventude. Se houve punição para o Vitinho, houve para o Alex. Ele é importante e entrou bem na partida. Ele só precisa jogar futebol. Eu dou oportunidade, a gente cria essa disputa entre eles. O Alex me procurou, dizendo que não tinha nada a ver. Eu nem olhei, esta preocupado contra o Sport, ele só precisa jogar. Se estiver melhor que o Andrigo, vai jogar. Se estiver melhor que o Ferrareis, vai jogar 

Agora, resta a Alex manter o rendimento para receber novas chances. A próxima pode ocorrer já na próxima rodada, quando a equipe enfrenta o Atlético-PR. A partida será disputada às 19h30 de quarta-feira no Beira-Rio.

Confira as notícias do esporte gaúcho no globoesporte.com/rs

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana