conecte-se conosco


Estadual

Área de serviços essenciais segue líder de reclamações no Procon-MT

Publicado

O setor de “Energia Elétrica” foi o mais reclamado, com 455 atendimentos

O Procon do Estado de Mato Grosso registrou em fevereiro deste ano 2.510 reclamações, sendo 1.549 via Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e outras 994 pelo atendimento on-line – www.consumidor.gov.br. O primeiro lugar do ranking segue com a área de “Serviços Essenciais”, com 920 reclamações.

Nessa área, o setor de “Energia Elétrica” é o mais reclamado, com 455 atendimentos. Em seguida aparecem “Água e Esgoto”, com 231 registros, e “Telefonia Celular”, com 145 reclamações.

O segundo lugar do ranking é ocupado pelo setor de “Assuntos Financeiros”, com 241 reclamações. As três categorias mais reclamadas são: “Banco comercial”, com 72 procedimentos; 54 para “Cartão de crédito” e 23 para “Cartão de Loja” .

Já a área de “Serviços Privados” ocupa o terceiro lugar, com 186 atendimentos: 34 para “TV por assinatura (cabo, satélite, etc)”, 33 para “Estabelecimento comercial (supermercado, loja, etc)” e 30 para “Escola (pré, 1º, 2° graus e superior)”.

Ocupando a quarta posição, a área de “produtos” atingiu 164 reclamações, estando a categoria “combustível automotivo” com 23 atendimentos no total. Em seguida aparecem “telefone (convencional, celular, interfone etc)”, com 14 procedimentos, e “Material de Escritório / Escola (Arquivo, Borracha, Clipes, Grampeador, Sulfite, Caderno, Caneta, Apontador, Etc.)”, com 11.

Leia mais:   Seduc divulga classificados à concessão de licença para qualificação profissional

“Saúde” ficou na quinta posição do ranking de reclamações com 21 procedimentos, sendo o primeiro assunto o de “Plano de saúde regulamentado”, que teve 11 registros, e o “Convênio de assistência médica/odontológica” com um registro.

Na sexta posição está a área de “Habitação” com 14 procedimentos, sendo os mais reclamados: “Incorporação” com 11 reclamações; “Loteamento” com duas reclamações, e uma para “Condomínio”.

A área de “Alimentos” aparece com o menor montante de reclamações, na sétima posição: dois procedimentos em “doces prontos” e um para “refrigerante”.

Postos de atendimento do Procon-MT

Procon sede – Rua Baltazar Navarros, nº 567, Bairro Bandeirantes, Cuiabá, das 08h às 18h (a partir do dia 15 de março)

Ganha Tempo da Praça Ipiranga – Trav. Bento Lobo, Centro – das 08h às 18h;

Ganha Tempo CPA – Rua Alenquer, CPA I – 08h às 18h;

Procon da Assembleia Legislativa (AL/MT) – Centro Político Administrativo – 07h às 18h;

Ganha Tempo Várzea Grande Shopping – Av. Filinto Muller, Centro Sul – 10h às 19h.

Leia mais:   PM recuperou e localizou mais de 2.400 veículos em Mato Grosso

Para registro de reclamação pela internet

Acesse a plataforma www.consumidor.gov.br. Por este canal o consumidor pode registrar sua reclamação sem a necessidade de ir ao Procon, basta ter um e-mail válido. O prazo para resolução é de até dez dias corridos. Caso o problema persista, é recomendado que procure o Procon mais próximo ou Poder Judiciário para atendimento presencial.

Assessoria | Procon-MT

Comentários Facebook

Estadual

Greve: Educadores comparecem a inauguração da nova Santa Casa e cobram compromisso do governo com as Políticas Sociais

Publicado

Na manhã desta terça-feira (23.07) os profissionais da Educação, em greve há 58 dias, se mostraram ainda mais resistentes a intransigência do governo estadual. Cerca de 300 educadores mobilizados na capital, levaram a cobrança pelo respeito aos direitos da categoria para frente da Santa Casa de Misericórdia, de Cuiabá, onde o governador Mauro Mendes esteve presente para a inauguração da reforma do hospital.

A escolha do local, deliberada em Assembleia Geral, foi simbólica por representar outra área das políticas públicas que sofre com o descaso dos governos. O hospital ficou meses fechado por falta de recursos, deixando os funcionários em estado de penúria, com atraso de salários de até 6 meses. A Santa Casa, que sempre se manteve com a verba pública, teve que fechar as portas na ocasião. “A situação da Santa Casa de Misericórdia era semelhante aos inúmeros hospitais públicos do estado, onde muitas pessoas no interior de Mato Grosso está padecendo aguardando atendimento”, esclareceu o dirigente estadual do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SIntep-MT), Henrique Lopes.

Leia mais:   Na última década, órgão desvendou diversos casos de corrupção contra o Estado

Os educadores manifestaram a indignação mostrando que a inauguração desse hospital é fundamental para a sociedade. Contudo a educação também passa por necessidades e precisa de reformas estruturais das escolas, condições de trabalho e valorização profissional. “A letargia do governo em apresentar proposta a pauta da educação leva os educadores a protestos como esses e poderá levar a outras radicalizações em relação ao posicionamento do governo do estado”, afirmou o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, durante o protesto.

Histórico

A greve na educação estadual teve início em 27 de maio, exigindo: cumprimento da Lei 510/2013, na data base da categoria; convocação dos concursados; direitos a licenças (Prêmio e qualificação); pagamento de 1/3 de férias para contratados; e reforma nas mais de 400 escolas do estado.

Apesar dos encaminhamentos dados em alguns pontos da pauta, e não cumpridos, como é o caso da convocação dos concursados. A pauta determinante que assegura a correção salarial da categoria da educação, a Lei 510/2013, permanece ignorada pelo governo Mauro Mendes com justificativas falaciosas.

Confira fotos no facebook do Sintep/MT

Roseli Riechelmann (65) 99621-9178
Assessoria de Comunicação
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

OPORTUNIDADE: Unemat possibilita reingresso de ex-alunos que perderam o vínculo com a Instituição

Publicado

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) publicou edital de processo seletivo de reintegração de ex-alunos aos quadros da Instituição. Os ex-alunos do ensino presencial, em qualquer modalidade, ou a distância que perderam o vínculo, a partir do semestre 2014/2, podem concorrer. O reingresso é possível no mesmo curso que o aluno fazia, tanto no mesmo câmpus quanto em outro que oferte o curso, desde que seja em oferta contínua.

As inscrições são presenciais e iniciam em 29 de julho e encerram dia 02 de agosto. Os interessados devem procurar a Supervisão de Apoio Acadêmico do câmpus onde desejam reingressar. Para inscrição é preciso comprovar vínculo com a Unemat há menos de cinco anos (períodos 2014/2 a 2019/1) e ter cursado 50% ou mais da carga horária prevista para integralização do curso.

O Colegiado de Curso será responsável pela análise favorável de reintegração. Os candidatos que tenham como pendência apenas o Trabalho de Conclusão de Curso e ou o estágio para integralizar a carga horária do Curso serão reintegrados imediatamente, na matriz curricular vigente de quando ocorreu seu desligamento. Já os candidatos que também necessitem cursar disciplinas serão reintegrados somente se houver vaga disponível. Neste caso o candidato será enquadrado na matriz curricular vigente do curso.

Leia mais:   Militares e agentes de trânsito participam do curso de Escolta e Batedor da PM

Resultado: 8 de agosto

Matrícula: De 8 a 12 de agosto

Edital 005/2019-Proeg

Cursos de oferta contínua:

Alta Floresta: Agronomia, Ciências Biológicas (B e L), Direito, Engenharia Florestal

Alto Araguaia: Ciência da Computação, Letras (L)

Barra do Bugres: Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Direito, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção Agroindustrial, Matemática (L)

Cáceres: Agronomia, Ciência da Computação, Ciências Biológicas (B e L), Ciências Contábeis, Direito, Educação Física (L), Enfermagem, Geografia (L), História (L), Letras (L), Matemática (L), Medicina, Pedagogia (L)

Diamantino: Administração, Direito, Educação Física (L), Enfermagem

Juara: Administração, Pedagogia (L)

Nova Mutum: Administração, Agronomia, Ciências Contábeis

Nova Xavantina: Agronomia, Ciências Biológicas (L), Engenharia Civil, Turismo

Pontes e Lacerda: Direito, Letras (L), Zootecnia

Sinop: Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Geografia (L), Letras (L), Matemática (L), Pedagogia (L), Sistemas de Informação

Tangará da Serra: Administração, Agronomia, Ciências Biológicas (B e L), Ciências Contábeis, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo, Letras (L)

(L) – Licenciatura | (B e L) – Bacharelado e Licenciatura | Todos os demais – Bacharelado

Qualquer dúvida, basta entrar em contato pelo imprensa@unemat.br. Estamos à disposição.
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana