conecte-se conosco


Cáceres e Região

Apelo: AMM orienta cidades a não realizarem Réveillon e Carnaval em MT

Publicado

RDNews

Por respeito aos mortos em decorrência da covid-19 e economia, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, afirma que vai emitir uma orientação às prefeituras para que não façam as festas de Réveillon para a virada do ano e o Carnaval em 2022. “A partir do ano que vem, vamos precisar de muita receita”, avalia.

A fala foi feita na manhã desta sexta (26), durante evento para lançamento do maior parque multieventos da América Latina, o Parque NoMato Grosso, na MT-251.

Neurilan lembra que ainda não estamos livres do coronavírus. “Nossa vacinação ainda está em patamar razoável. Ainda precisamos avançar mais. A AMM tem uma posição muito clara de que as prefeituras não realizem festejos até mesmo em respeito às pessoas que faleceram”, disse.

De acordo com dados do Governo, divulgados no boletim de desta quinta (25), 13.933 mato-grossenses morreram em decorrência da covid-19, em um universo onde mais de 552 mil pegaram a infecção. Já segundo o Consórcio de Imprensa, 70,49% da população já recebeu a primeira dose e 54,66% já estão totalmente imunizados com as duas doses ou a dose única da Janssen.

Leia mais:   5 dicas para diminuir o consumo de açúcar e emagrecer com saúde

O presidente avalia que as prefeituras pensam em outra forma de realizar as comemorações. “Estamos expedindo recomendação técnica para que os municípios não realizem Carnaval no ano que vem e, se puderem também, não realizarem festas que aglomerem pessoas no final de ano e que possam comemorar a passagem de ano de outra forma, evitando a aglomeração”, disse.

Secretário pede paciência

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, também enfatiza que as festas de carnavalescas promovem muita aglomeração e ainda, neste momento, com a retorno da covid na Europa e na África o melhor é ter prudência e fazer um “sacrifício pela saúde da população”.

A Europa explodindo caso para todos os lados. Novas variantes surgindo na África e nós pensando aqui em fazer eventos dessa natureza. Qual a parte da população vacinada que nos dá tranquilidade [para fazer eventos]? Nós precisamos ter 90% da população vacinada. No caso de Mato Grosso, nós estamos em 65%. E isso não é uma garantia de que nós não podemos ser afetados”, ressalta ele.

Leia mais:   Mato Grosso receberá 22 mil doses da vacina da covid para crianças

O titular da Saúde de Mato Grosso faz um apelo à população para que busque a vacinação e, inclusive, as doses de reforço para evitar que uma quarta onda da covid chegue também ao Estado.

“Não queremos de jeito nenhum uma nova onda, por isso vou fazer um apelo à população para buscar a vacina, inclusive a dose de reforço que já vai estar disponível. Uma nova onda na pandemia significa um grande sacrifício econômico a todos, porque gera distorção na saúde, na segurança e na educação. Nós queremos isso? Será que nesse momento não dá para ter um pouquinho mais de paciência”, indaga ele.

Segundo ele, não é possível descuidar ainda e o controle, seguindo as normativas de biossegurança (máscara, álcool em gel e distanciamento), deve continuar em todos os lugares para proteção coletiva da população.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Mulher de 22 anos que saiu de Cáceres é presa dentro de ônibus na rodoviária de Cuiabá transportando cocaína

Publicado

Por – Pedro Coutinho Bertolini
   Investigadores da Polícia Judiciária Civil (PJC) interceptaram operação de tráfico de drogas na Rodoviária de Cuiabá, na noite de sexta-feira (14). Na ação, os policiais prenderam Carolina Fernanda Camargo de Arruda, de 22 anos, que estava dentro de um ônibus que partiria da Capital para Cáceres, em posse de dois tabletes de cocaína.
     Carolina confessou o crime e alegou aos agentes que a droga era do traficante com alcunha de “Max”, sujeito gordo e com os braços tatuados e portador de tornozeleira eletrônica. A abordagem da mulher aconteceu dentro do veículo de passageiros, exatamente na poltrona 21, na plataforma 12 da rodoviária.
    A suspeita confessou que veio de Cáceres para buscar a droga e que recebeu R$ 500 pelo trabalho. A cocaína estava dentro de uma bolsa, nos pés da menor, abaixo da poltrona do ônibus. No momento da prisão, a suspeita gritou com a equipe, sendo necessário uso de força moderada para contê-la.

Leia mais:   Mulher de 22 anos que saiu de Cáceres é presa dentro de ônibus na rodoviária de Cuiabá transportando cocaína

Ela foi conduzida para a delegacia para as providências cabíveis ao caso. A droga, proveniente de Max, foi buscada pela suspeita em Várzea Grande, numa casa localizada no Bairro Cristo Rei. No endereço, os policiais encontraram apenas alguns moveis como geladeira, TV e fogão.

Além disso, garrafas de bebidas alcoólicas, indicando presença de pessoas no local recentemente. Porém, no momento das buscas, o imóvel estava sem presença de moradores.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Polícia Civil apreende cargas de madeira extraída ilegalmente de terras indígenas em Comodoro

Publicado

Por PJC/MT
      Agentes da Delegacia de Comodoro apreenderam na sexta-feira (14.01) duas cargas de madeira extraídas ilegalmente na região. Uma das cargas, da espécie itaúba, foi retirada de uma reserva indígena. A equipe de investigação tomou conhecimento de um acidente envolvendo dois caminhões. Um deles transportava madeira com características de itaúba.
       No local, os policiais civis constataram que a madeira já havia sido retirada por outro caminhão. Em diligências para localizar o destino da madeira e o veículo, os investigadores localizaram um caminhão Mercedes Benz azul estacionado em frente a uma residência que correspondia às características informadas.
       Ao indagar o motorista sobre a carga que havia no caminhão, ele imediatamente confessou que se travava de 30 dúzias de toras de itaúba, extraídas de uma reserva indígena próximo à localidade Padronal, no norte de Comodoro. O veículo e a carga foram apreendidos e levados até a delegacia.
Segunda carga 

Os policiais checaram que a carga apreendida, embora fosse ilícita, não correspondia à madeira cujo caminhão se acidentou. Em continuidade às diligências, foi possível chegar ao motorista e ao dono da carga de madeira que havia tombado na rodovia.

Leia mais:   5 dicas para diminuir o consumo de açúcar e emagrecer com saúde
     Em depoimento, o motorista disse que a madeira foi deixada à beira de uma estrada, na zona rual, a 28 quilômetros de Comodoro. A carag de madeira, lascas para construção de cercas, foi localizada e apreendida.
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana