conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Análise: o primeiro tempo que fica de lição para a Ponte brilhar no Brasileiro

Publicado

Ponte Preta x Palmeiras Ravanelli Cleiton Xavier (Foto: Marcos Ribolli)Ravanelli levou a melhor no confronto com Cleiton Xavier no Moisés Lucarelli (Foto: Marcos Ribolli)

O primeiro tempo de encher os olhos é o parâmetro da Ponte Preta para, como no ano passado, fazer bem mais do que apenas se manter na elite do Campeonato Brasileiro. O time de Eduardo Baptista controlou o Palmeiras – embalado pela goleada na estreia sobre o Atlético-PR – com uma personalidade absurda, a ponto de todos se destacarem em campo em pé de igualdade.

LEIA MAIS: Wellington Paulista usa vitória como recado a quem vê Ponte rebaixada

Felipe Azevedo marcou os dois gols em jogadas incomuns para ele (de cabeça e ao completar cruzamento), mas não brilhou sozinho. João Carlos fez duas grandíssimas defesas; Jeferson e Reinaldo voaram pelas laterais; Matheus Jesus distribuiu personalidade no meio-campo; e até Clayson, tão criticado, contribuiu na envolvente atuação.

>> Atuações da Ponte Preta: Azevedo e João Carlos somam as maiores notas

Nem o sufoco dos minutos finais, natural pela proposta de jogo de Cuca no Palmeiras, mudou a análise sobre o time de Eduardo Baptista. A Macaca chega à terceira rodada invicta, com quatro pontos em dois jogos e com possibilidade de crescimento. Afinal, o trabalho do treinador ainda está só no começo. São quatro jogos, três vitórias e um empate.

Veja os destaques da partida contra o Palmeiras:

01

visão tática

Eduardo Baptista montou a Ponte do jeito que mais gosta, com variações entre o 4-2-3-1 e o 4-3-3, dependendo da posse de bola ou posicionamento defensivo. O time também mostrou outra possibilidade, um 4-4-2 com duas linhas de quatro, quando Ravanelli avançava para pressionar a defesa palmeirense, e os homens de beirada (Felipe Azevedo na direita e Clayson na esquerda) recuavam para fechar o meio-campo. O esquema impediu saídas rápidas do Palmeiras, dificultou inversões de jogo pelo alto e permitiu espaços para mais jogadores finalizarem.

 

01

laterais soltos

Jeferson e Reinaldo foram importantíssimos para a construção da vitória alvinegra no Moisés Lucarelli. Protegidos pelos atacantes na defesa, os dois conseguiram sair em velocidade sempre que possível, nas costas de Jean e Egídio. Quase que o camisa 2 abriu o placar, ao aparecer na frente da área como meia e finalizar para fora.

 

01

corredor aberto

O confronto direto com entre os laterais de Ponte e Palmeiras quase sempre acabaram em vantagem para os atletas da casa, como no segundo gol de Felipe Azevedo. Reinaldo avançou como um trator em liberdade pela esquerda e só cruzou para o camisa 11 concluir. A vitória ficou ainda mais encaminhada antes mesmo do intervalo.

 

01

vigor dos garotos

Matheus Jesus e Ravanelli são apostas de futuro na Ponte. Pelo que jogaram neste fim de semana, justificaram a antecipada renovação de contrato. O meia, apesar de não estar em uma das tardes mais inspiradas da curta carreira, soube contribuir na bola parada (como no primeiro gol da partida) e na força para marcar. Jesus, por sua vez, liderou o meio-campo. Na dupla com João Vitor, ele parecia o experiente. Poucos passes errados, cabeça erguida para encontrar espaços na defesa do Palmeiras e vigor físico que impediu aos meias adversários a criação de jogadas perigosas.

 

01

rotação ofensiva

Clayson e Felipe Azevedo se entenderam bem no duelo direto com os marcadores e também com Wellington Paulista. Enquanto o camisa 9 era o pivô e segurava sempre um dos zagueiros do Palmeiras, os companheiros corriam em diagonal para a área em condições de receber o passe em profundidade. Uma jogada dessas resultou em um dos gols da Macaca. Clayson até teve oportunidade de também marcar, mas errou no último toque na bola.

Ponte Preta x Palmeiras Jean Clayson (Foto: Marcos Ribolli)Clayson teve atuação positiva aberto pela esquerda contra o Palmeiras, no último sábado (Foto: Marcos Ribolli)

01

trocas

As mudanças de Eduardo Baptista no segundo tempo fizeram a Ponte recuar, mas de forma que esperasse qualquer descuido do Palmeiras para sair em velocidade. Cristian substituiu Ravanelli para dar cadência ao meio-campo e quase marcou um golaço. Thiago Galhardo estreou aberto pela esquerda no lugar de Clayson, em mais uma tentativa de melhorar o toque de bola. A única mudança que influenciou negativamente foi a entrada de Tiago Alves em lugar do exausto Matheus Jesus. Zagueiro de origem, Alves ficou como volante, longe de estar à vontade. O Verdão aproveitou o pequeno espaço por ali e martelou até chegar ao primeiro gol.

 

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana