conecte-se conosco


Mato Grosso

Alunos transformam em álcool em gel restos de vegetais descartados de restaurante do IFMT

Publicado

O objetivo é usar o produto para a higienização das mãos no próprio restaurante

Restos de vegetais do restaurante do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) estão sendo transformados em álcool em gel em Cáceres, a 220 km de Cuiabá. O projeto é desenvolvido por alunos da instituição, sob orientação dos professores. O objetivo é usar o produto para a higienização das mãos no próprio restaurante.

De acordo com o coordenador do projeto, professor Admilson Costa da Cunha, são servidas diariamente em média mais de 700 refeições no restaurante e, durante o preparo, sempre são descartados restos vegetais como cascas de frutas diversas e de hortaliças.

Os alunos e professores pensaram então numa forma de transformar esses dejetos em algo que fosse útil ao restaurante.

“Nós da área de alimentos sabemos que os manipuladores necessitam cumprir com as boas práticas, dentre elas está a higienização das mãos antes de dar início ao processo de manipulação dos alimentos, o qual na maioria dos restaurantes é muito utilizado o álcool em gel”, explica Admilson.

Restos de vegetais são usados na fabricação de álcool em gel — Foto: Admilson Costa da Cunha/Arquivo pessoal

Restos de vegetais são usados na fabricação de álcool em gel — Foto: Admilson Costa da Cunha/Arquivo pessoal

Leia mais:   Mato Grosso cria unidade de conservação no Mirante de Chapada

Inicialmente, os estudantes fizeram a coleta do material. Durante um mês coletaram restos de vegetais diversos e levaram para o setor de agroindústria e processamento da instituição. A matéria-prima foi tratada, deixada para fermentação e, em seguida, destilada. Por meio desse processo de destilação foi produzido o etanol, que, posteriormente, foi transformado em álcool em gel.

O produto foi avaliado como melhor trabalho na categoria Desenvolvimento Tecnológico na 8ª edição da Mostra de Iniciação Científica no Pantanal, realizada no mês passado, em Cáceres, pelo Centro de Educação e Investigação em Ciências e Matemática da Universidade do Estado de Mato Grosso, em parceria com o IFMT e a Secretaria Municipal de Educação.

Projeto venceu na categoria Desenvolvimento Tecnológico na 8ª edição da Mostra de Iniciação Científica no Pantanal — Foto: Admilson Costa da Cunha/Arquivo pessoal

A Mostra reuniu cerca de 500 estudantes do ensino fundamental e médio de 20 escolas de nove municípios de Mato Grosso.

O produto ainda não está sendo utilizado porque ainda está passando por testes.

Segundo Samira Lourena Alpino Moreira, de 17 anos, uma das integrantes do projeto, é uma forma de beneficiar quem frequenta e trabalha no restaurante. “A higienização das mãos evita-se pegar qualquer tipo de bactérias e poupa-tempo com a limpeza, que seria com o sabão. Além disso, ele não possui nenhum tipo de elemento químico que poderia causar algum tipo de alergia ou agressão à pele”, conta.

Leia mais:   Governo ouve Fórum Sindical sobre demandas dos servidores públicos

O projeto foi desenvolvido pelos estudantes do 2º ano do curso técnico em agropecuária integrado ao ensino médio, Francielly Pasquali de Oliveira, Karen Priscila Barbosa da Rocha, Maycon Jhones Pereira Freitas e Samira e coordenado e orientado pelo professor Admilson com a co-orientação do professor Cristian Jacques Bolner de Lima.

O grupo queria realizar um projeto sustentável e viável. Para Francielly, o maior impacto do projeto em sua vida foi o conhecimento que adquiriu no processo.

“A importância do projeto está em si pelo despertar da consciência crítica investigativa dos nossos alunos, para que eles possam trazer soluções dos problemas diversos do nosso cotidiano colocando em prática o que aprender em sala”, complementa o professor.

Os estudantes premiados na Mostra do Pantanal participarão da Febrace, 18ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia realizada anualmente na Universidade de São Paulo.

Por G1 MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Palestra incentiva a reflexão de servidores sobre a saúde mental

Publicado

Falar sobre saúde mental e incentivar a reflexão sobre o tema são o foco da palestra que a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica (SAAS), promoverá nesta quarta-feira (29), no auditório Clóves Vettorato, às 14h30.   

O evento será ministrado pelo psicólogo Douglas Amorim, e tem como público-alvo servidores do Mato Grosso Saúde, da Casa Civil, da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e da Seplag. As vagas são limitadas. Para participar basta se inscrever aqui.

De acordo com a secretária adjunta de Administração Sistêmica, Eliane Albuquerque, a palestra “Janeiro Branco – Reflexão sobre promoção da saúde mental e bem-estar” é um convite aos servidores para a reflexão sobre a vida, seus propósitos, emoções e comportamentos. Segundo ela, a escolha do mês para essa abordagem é estratégica, pois o começo do ano costuma ser um período de muita reflexão.

Inspirado no Outubro Rosa, o Janeiro Branco surgiu em 2014 e foi idealizado por psicólogos de Uberlândia, Minas Gerais. O objetivo da campanha é conscientizar sobre a importância da promoção e proteção à saúde mental.

Leia mais:   Empaer atende mais de 47 mil agricultores familiares em 2019

A Seplag, órgão central de gestão de pessoas, promove internamente a campanha Janeiro Branco e ações como palestra, caminhada no Parque das Águas e publicações com o tema estão programadas. Desde o início do mês estão sendo enviadas para o servidor da Seplag publicações para auxiliá-lo no zelo à saúde mental no ambiente de trabalho e demais áreas da vida.

Para esta semana (30) também está programada uma caminhada no Parque das Águas. Todos os servidores públicos, bem como seus familiares e amigos estão convidados. Para participar da caminhada não é necessária a inscrição. A atividade está prevista para iniciar às 17h30.

Outras informações pelo telefone (65) 99222-4568 – Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho da Seplag.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Após reforma, Hospital Metropolitano retoma cirurgias de alta complexidade

Publicado

Após passar por obras de readequação e modernização em sua estrutura, o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, retoma as atividades de forma parcial, com a realização de cirurgias bariátricas, nesta segunda-feira (27.01). Para realizar os serviços de recuperação predial na unidade referência em cirurgia da obesidade, o Governo de Mato Grosso investiu cerca de R$ 1 milhão.   

Durante o período de obras, o hospital manteve atendimentos ambulatoriais, mas agora retoma a capacidade de procedimentos cirúrgicos e deverá, em 30 dias, realizar um esforço concentrado nas seguintes especialidades: Cirurgia Bariátrica; Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica (CPRE) e Cirurgia Geral.

Apesar da reabertura dos serviços, outras etapas da obra de modernização continuarão sendo executadas na unidade de saúde.

De acordo com a direção da unidade, atualmente 90 pacientes, que correspondem à lista dos meses de novembro, dezembro de 2019 e janeiro deste ano, estão aguardando para realizar a cirurgia bariátrica.

Esse quantitativo foi gerado devido ao tempo em que o centro cirúrgico do hospital passou por readequações. O Hospital realiza até 30 cirurgias bariátricas mensais.

Leia mais:   Governo ouve Fórum Sindical sobre demandas dos servidores públicos

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, visitou o hospital na manhã de domingo (26.01) para conferir o andamento da realização dos serviços de reforma.

“Essa ação é parte do programa de modernização da infraestrutura da rede hospitalar do Governo do Estado. Estamos fazendo uma grande transformação no Hospital Regional Metropolitano, unidade que atende às demandas de todo o Estado, sobretudo da baixada cuiabana”, disse o secretário.

As readequações abrangeram os espaços internos da recepção, setor administrativo, pronto-atendimento, ambulatório, centro cirúrgico, UTI, CME e enfermarias. As obras foram realizadas conforme normas vigentes do Ministério da Saúde e apontamentos de inspeções realizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fim de habilitar o hospital como referência na realização de cirurgia bariátrica.

Serviço

O Hospital Metropolitano é credenciado pelo Ministério da Saúde para prestação do serviços de atendimento à pessoa com obesidade e atende aos 141 municípios em Mato Grosso. A unidade fica localizada na rua Dom Orlando Chaves, S/N – Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana