conecte-se conosco


Destaque

Alta de combustíveis e energia vai pesar no bolso nos próximos meses

Publicado

Assessoria GD

A combinação entre os recentes reajustes no preço dos combustíveis e da energia elétrica e o elevado patamar do índice que reajusta os aluguéis deve afetar toda a cadeira produtiva e encarecer o custo de vida das famílias brasileiras nos próximos meses.

Somente em fevereiro, a Petrobras já aumentou duas vezes o preço da gasolina e do diesel nas refinarias, mas novas altas não estão descartadas, porque a compnahia alega existir a necessidade de um “alinhamento dos preços ao mercado internacional”.

André Braz, economista do IBRE/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas), afirma que a gasolina representa quase 5% do orçamento das famílias, mas alerta que é o diesel é responsável por um “impacto indireto” nos preços de alimentos e do transporte público.

“Para cada 1% de aumento na gasolina, a inflação ao consumidor avança 0,05 ponto percentual. […] O diesel já tem efeitos indiretos e pode encarecer o frete dos veículos que levam mercadorias para os grandes centros urbanos. Então, uma alta faz a gente pagar mais caro por produtos de feira e vários industrializados”, explica ele.

Leia mais:   MT é segundo estado que mais vacinou contra Covid-19 no Centro-Oeste

Já os preços da energia elétrica, com alta estimada de 13% para 2021 devido ao amplo uso de usinas térmicas, que são mais caras do que as hidrelétricas, segundo avaliação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que cobra por medidas de alívio para o setor. Braz relata que, assim como a gasolina, as contas de luz também têm reflexo de 5% no orçamento familiar.

Em janeiro, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), popularmente conhecida como a inflação oficial de preço de economia perdeu ritmo e fechou o mês com alta de 0,25%. O resultado foi puxado justamente pela queda na conta de energia elétrica, que teve bandeira tarifária amarela, patamar que segue vigente e corresponde a um aumento de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

“É importante que chova onde estão localizados os reservatórios, o que não está acontecendo no momento e provoca uma escassez de água que provoca o aumento no preço da energia. Se até o final do verão o a bandeira tarifária se normalizar, a bandeira tarifária fica neutro, mas isso está longe de acontecer”, lamenta Braz ao avalia que as contas de luz realmente devem se manter em níveis mais altos.

Leia mais:   Matrículas para a EJA Profissionalizante do Sesi Cáceres terminam nesta sexta

De acordo com Braz, o ambiente inflacionário é fruto do início da vacinação e a retomada das economias globais, que elevam a cotação das matérias-primas, independentemente de elas serem ou produzidas em território nacional.

“A medida que o mundo, gradualmente, controla a covid-19 e melhora seu prognóstico de crescimento, o preço de várias commodities, como milho, soja, trigo, alumínio, minério de ferro, entre outros, começa a subir, refletindo o aquecimento do mundo, o que influencia o resultado do índice geral de preços”, afirma o economista ao citar que o movimento afeta diretamente o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), responsável pelo reajuste da maioria dos contratos de aluguel no Brasil.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Justiça manda investigar maus-tratos na Cadeia de Cáceres

Publicado

Assessoria

As ocorrências foram relatadas à direção da unidade prisional e à chefia de disciplina.

A Justiça de Mato Grosso determinou uma inspeção na Cadeia Pública de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, após receber denúncias de tortura e maus tratos a 12 presos. Segundo relatos, estão ocorrendo dentro da unidade agressões físicas, verbais, ameaças, entre outros, sem que tenha havido qualquer ato de indisciplina dos presos.

A juíza responsável pela decisão, Helicia Vitti Lourenço, determinou o inquérito policial para investigar as denúncias. Além disso, determinou uma visita e inspeção feita pela comissão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Defensoria Pública, o Ministério Público Estadual e os Direitos Humanos.

As autoridades têm conversado e colhido depoimentos dos presos.

A magistrada também pediu as imagens de segurança dos dias 8 e 14 de fevereiro, com imagens de todas as câmeras dos sistemas, inclusive da quadra esportiva, banho de sol, salas de aulas, Bloco 01, Ala D e Cela 7.

As imagens serão encaminhadas ao Ministério Público e polícia, para auxiliar nas investigações.

Leia mais:   Amigos do Bem e Cia promovem para a APAE o Bazar Solidariedade na Pandemia

Os doze presos devem passar por exames de corpo de delito.

A juíza também regulamentou, por meio de uma portaria, visita virtual aos detentos, durante 15 dias, enquanto ocorre a apuração dos fatos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

SURTO DE DENGUE: Laboratório São Matheus oferece teste preciso e com o menor preço

Publicado

Assessoria

O coronavírus, trouxe uma nova realidade as nossas vidas e provou que mesmo estando saudáveis estamos sujeitos a nos infectar com o vírus e até mesmo ter complicações sérias durante o tratamento, o que torna o momento ainda mais complicado.

Além dos fatos já citados, temos outros fatores que podem acabar prejudicando o tratamento, como os sintomas que se parecem muito com os de uma gripe ou até mesmo dengue, e os casos em que o paciente não sente os sintomas iniciais e só descobre a presença do vírus no organismo, quando a doença já se agravou.

Por esse motivo é crucial que estejamos atentos a qualquer mudança atípica em nosso corpo e que sigamos rigorosamente as medidas de prevenção, afim de evitar o contágio e proliferação do vírus.

E para ajudar a população de Cáceres e região a vencer essa batalha o Laboratório São Matheus está realizando todos os tipos de teste que diagnosticam a covid-19 com um super desconto. Dessa forma, será possível que mais pessoas façam o testes e descubram a presença ou não do vírus precocemente, o que refletirá no tratamento.

Comentários Facebook
Leia mais:   Seplag divulga PIB dos municípios de Mato Grosso
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana