conecte-se conosco


Destaque

AGRICULTURA FAMILIAR Parceria entre Senar-MT e Fetagri garante qualificação para pequenos produtores

Publicado

Mais de 200 pequenos produtores e trabalhadores rurais vindos de todos os municípios mato-grossenses participam, esta semana, do Seminário Estadual de Formação de Lideranças Sindicais e Associativas dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Mato Grosso. O evento é uma parceria da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri-MT) com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), e acontece até sexta-feira (03.06).

 

O presidente da Fetagri-MT, Nilton José Macedo, conta que neste seminário serão discutidas propostas que vão nortear as ações voltadas para a agricultura familiar ao longo do próximo ano. “Sucessão familiar e a qualificação de mão de obra são assuntos em pauta e o Senar-MT é o parceiro nessa empreitada”, enfatiza Macedo.

 

O superintendente do Senar-MT, Otávio Celidonio, informa que a instituição oferece vários produtos para os pequenos produtores. “Temos treinamentos para qualificar e capacitar pessoas em 15 cadeias produtivas incluindo piscicultura, bovinocultura de leite e olericultura, formadas basicamente por pequenos produtores rurais”. Além disso, a instituição ainda oferece capacitação na área de gestão, sucessão familiar e formação de líderes.

 

Os treinamentos do Senar-MT ofertados em parceria com os Sindicatos Rurais transformaram a vida dos produtores rurais de Alto de Boa Vista, município a mais de 900 quilômetros de Cuiabá. Os produtores José Correa da Silva e Rui Martins Pinheiro se juntaram para investir na criação de peixe. Além da piscicultura, Pinheiro conta que fez treinamentos de cooperativismo, agente de saúde animal, beneficiamento do leite e vários outros que contribuíram para que ele melhorasse a gestão da propriedade e diversificasse sua produção.

Leia mais:   Militares do Exército em Cáceres participam de campanha de doação de sangue

 

Ao todo Pinheiro e Silva têm três tanques de piscicultura, sendo um na propriedade de Pinheiro e dois, na de Silva. “Já estou vendendo alguns peixes. Ainda é pouco, mas logo vamos ter condições de ampliar as vendas e, com isso, melhorar a renda familiar e a qualidade de vida”, acrescenta Silva.

 

Animado, os dois contam que trouxeram várias ideias para o seminário da Fetagri-MT. “É preciso aprender sempre e, por isso, faço todos os treinamentos que o Senar-MT oferece em nosso município”, destaca Pinheiro. Ele diz ainda que os cursos levam novas ideias, o que sempre melhora a gestão da propriedade. Além da parceria com Silva, Pinheiro também já ganha um “dinheirinho” com a venda das verduras e legumes que cultiva em sua propriedade.

 

Assim como Silva e Pinheiro, o pequeno produtor José Ferreira da Silva, que vive no município de Tapurah, a cerca de 500 quilômetros de Cuiabá, também já fez diversos treinamentos do Senar-MT.  “Oito ou dez ao longo dos últimos anos”, conta. Segundo ele, os treinamentos mudaram sua forma de pensar. “O conhecimento me mostrou o caminho certo para ter um pouco mais de rentabilidade. Fiz um curso para aprender a administrar minha propriedade e foi nesse momento que descobri que estava gastando dinheiro à toa. Aprendi que na propriedade só se pode fazer o que dá lucro. Se não estiver dando lucro é preciso rever o planejamento e verificar onde está o problema”.

Leia mais:   Centro de Iniciação ao Esporte terá obras retomadas

 

O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais do Estado. É formado ainda pela Famato, Imea e pelos 89 sindicatos rurais do Estado. O Senar-MT está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Pagewww.facebook.com/SenarMt  e a conta @senar_mt.

Fonte: Assessoria Gecom

Comentários Facebook

Destaque

Com aumento de casos, sem UTIs e enfermarias para Covid, Estado deve decretar lockdown

Publicado

Assessoria

O painel epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde coloca Cáceres com a classificação de risco ALTO.

Até o último painel com classificação, Cáceres ainda estava BAIXO porque havia UTIs no Estado.

Além da taxa de contaminação crescente em Cáceres e nenhuma UTI disponível, o Estado de Mato Grosso já está com 84% de todos os leitos ocupados.

Ao todo, no Estado, há apenas 67 leitos disponíveis, dispersos em diversas cidades.

O vereador Cézare Pastorello (SD) que monitora os números diariamente, diz que além da situação pré caótica do Estado, ainda pesa o fato de que em Rondônia já não há mais leitos de UTI, e que pacientes continuam vindo para MT.

Cáceres tem, na data de hoje, 26, 196 pacientes ativos, 80% a mais que na semana passada.

Comentários Facebook
Leia mais:   Tribunal de Contas terá acesso aos dados públicos da receita de Mato Grosso
Continue lendo

Cáceres e Região

OAB-MT apura denúncias de tortura na Cadeia Pública de Cáceres

Publicado

Assessoria
A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e a Subseção de Cáceres, por meio da sua Comissão de Direitos Humanos, apuram denúncias de tortura contra presos na Cadeia Pública de Cáceres.
Segundo o conselheiro estadual João Mário Maldonado, as denúncias foram feitas por familiares de encarcerados. Nesta quarta-feira (24), ao lado do presidente da subseção, Fábio de Sá e da Comissão de DH, Daniel Bretas, integrou comitiva para vistoria na unidade prisional.
“Avaliamos também a situação das instalações. Estão muito bem conservadas, porém, identificamos um caso de um detento que apresentava marcas de bala de borracha. Ele nos disse que teria sido alvejado pela polícia penal, sem motivo”, conta Maldonado. O defensor público Diego Rodrigues Costa também esteve presente.
“A vistoria foi determinada pela juíza da Vara de Execuções Penais, Helícia Vitti Lourenço. Temos que agradecer sua iniciativa. E também, o apoio que temos tido da Defensoria Pública, atuando em conjunto”.
O conselheiro estadual informou ainda que todas as denúncias serão rigorosamente apuradas, com a participação da OAB-MT e se acaso houver veracidade, será instaurado procedimento administrativo e criminal para apurar as responsabilidades. O Ministério Público também está incluído no grupo.
O presidente da OAB-MT, Leonardo Campos ressaltou que “a OAB-MT contribuirá com a apuração das denúncias e se for necessário, para que eventuais responsáveis sejam punidos exemplarmente na forma da lei”.
Comentários Facebook
Leia mais:   Governo do Estado debate organização do setor garimpeiro em Mato Grosso
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana