conecte-se conosco


Policial

Acusado de matar esposa no Paraná é preso pela Polícia Civil em Salto do Céu

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem condenado pela Justiça do Estado de Paraná, pelo crime de homicídio qualificado cometido contra sua esposa, foi preso pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, na sexta-feira (06.09), em uma comunidade no município de Salto do Céu (371 km a Oeste).

José Teófilo, 57, estava com mandado de prisão por condenação à pena definitiva de 18 anos de reclusão em aberto, e foi preso pelos policiais civis da Delegacia de Polícia de Rio Branco, após informações repassadas pela Polícia Civil do Paraná.

Além do cumprimento da ordem de prisão, o foragido também foi autuado em flagrante por falsidade ideológica e falsificação de documento público, em razão de tentar fraudar o Sistema de Previdência Social.

Conforme investigação da Polícia Civil do Paraná, por meio da Delegacia de Polícia de Mamborê, local onde o homicídio ocorreu, José Teófilo assassinou sua esposa a golpes de faca. Depois do crime, ele foragiu da cidade. Pela autoria dos fatos, o suspeito foi condenado a pena de 18 anos de reclusão.

Leia mais:   Padrasto acusado de abusar de enteada tem prisão cumprida em Sapezal

No decorrer das diligências, foi apurado que José Teófilo estava residindo na região do município de Salto do Céu, localidade em que possuía parentes, bem como vinha usando nome falso.

Diante das informações, a equipe da Delegacia de Rio Branco passou a diligenciar com objetivo de levantar o paradeiro do procurado, o qual acabou descoberto na comunidade rural denominada Salto das Nuvens. Também foi identificado que o fugitivo apresentava-se como o nome de José Bento da Silva, usando inclusive documento de identidade.

Com base nos fatos e de posse do mandado de prisão decretado pelo Estado PA, os policiais civis deslocaram-se até o endereço do suspeito. Ao ser abordado, ele entregou os documentos se identificando como nome falso de José Bento da Silva.

Entretanto na ocasião, foi constatado se tratar de documento falso, e dado cumprimento ao mandado de prisão pelo crime de homicídio qualificado.

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia de Rio Branco, interrogado e autuado em flagrante por falsidade ideológica e falsificação de documento público (por tentar driblar o Sistema de Previdência Social, uma vez, que requereu em março de 2018, o benefício de aposentadoria junto ao INSS, no nome de José Bento da Silva).

Leia mais:   Vítimas de violência doméstica participam de palestra em Cáceres

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Destaque

Ladrões são presos ao invadir casa e manter família refém em Cáceres

Publicado

Todos foram encaminhados para a Centro Integrado de Segurança e Cidadania –CISC e autuados por sequestro, formação de quadrilha, ameaça, tentativa de roubo e cárcere privado.

Quatro ladrões foram presos em flagrante após invadirem uma residência e manter a família refém por pelo menos uma hora no bairro Cristo Rei, em Cáceres.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o caso foi registrado no início da manhã deste sábado (14), quando a vítima estava na varanda da casa da sua genitora quando repentinamente adentrou na residência três indivíduos anunciando o assalto, todos que estavam na residência foram colocados todos dentro de um cômodo da casa, e uma das vítimas foi amarrada dentro do banheiro.

Os criminosos reviraram a casa em busca de pertences, e de dinheiro das vítimas, foram levados do local um par de aliança, um aparador, dois anéis de ouro, um aparelho celular Iphone de cor rosa, e uma quantia em dinheiro das vítimas.

Os policiais militares no encalço dos suspeitos encontraram dois mototaxistas que levavam dois passageiros com as mesmas características dos suspeitos, ambos foram parados e foi confirmando com sendo os responsáveis pelo assalto a residência no bairro Cristo Rei. Na posse de um dos suspeitos foi encontrado a arma do assalto. Foram presos I. A. S. C. (22 anos) J. H. C. C. M. (19 anos) ambos da cidade de Várzea Grande.

Leia mais:   Autor de roubo e homicídios tem prisão cumprida em operação da Polícia Civil na Capital

Os suspeitos disseram aos policiais que mais dois comparsas estariam em uma residência no bairro Morada do Sol, local onde seria o ponto de apoio da quadrilha. No local foram presos, A. C. L. (21 anos) da cidade de Alto Paraguai e M. A. L. (18 anos) da cidade de Rosário Oeste. Os suspeitos em questão teriam efetuado o roubo de veículo na cidade de Alto Paraguai e entregue a cidadão de nacionalidade boliviana, que acabou preso pelo Gefron na fronteira com o veículo Ford Fiesta.

O dono do veículo Ford Fiesta contou aos policias do Gefron que sua família foi mantida em cárcere privado, e ele teve que vir dirigindo para os dois criminosos até a cidade de Cuiabá, quando foi liberado.

Todos foram encaminhados para a Centro Integrado de Segurança e Cidadania –CISC e autuados por sequestro, formação de quadrilha, ameaça, tentativa de roubo e cárcere privado.

Apesar das ameaças, nenhuma das vítimas ficou ferida. O caso será apurado pela Polícia Judiciária Civil.

Leia mais:   Mais de 130 agentes públicos participam de workshop visando o combate a fraudes de combustíveis

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Operação realiza ações repressivas e preventivas de combate à criminalidade no interior do Estado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O enfrentamento e a prevenção à criminalidade foram focos da operação Herácles, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, nos meses de julho e setembro, em 11 Regionais do interior do Estado. A operação coordenada pela Diretoria do Interior cumpriu 30 ordens judiciais, entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, além da apreensão de grande quantidade de entorpecentes, objetos de origem ilícita e a abordagem de centenas de pessoas e veículos.

Os trabalhos foram realizados pelas Delegacias Regionais de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Nova Mutum, Rondonópolis, Tangará da Serra e Vila Rica.

A operação de cunho repressivo e preventivo foi deflagrada em duas etapas, com o objetivo de intensificar as ações policiais visando coibir os crimes contra o patrimônio, tráfico Ilícito de entorpecentes, homicídio entre outros, além de dar cumprimento a mandados judiciais contra pessoas foragidas da Justiça ou alvos de investigações policiais.

O trabalho desenvolvido em diversas cidades do interior também teve como um dos focos principais os municípios que sofreram com a suspensão temporária de Delegacias (Luciara, Novo Santo Antonio, Alto Paraguai, Nova Marilândia, Santo Afonso, Nova Lacerda, Bom Jesus do Araguaia, Ponte Branca, São José do Povo, Tesouro, Carlinda, Castanheira, União do Sul, Acorizal, Jangada e Nossa Senhora do Livramento).

Leia mais:   Casal é preso por tentar entrar com drogas em cadeia de Nova Xavantina

Para operação, foi empregado um efetivo de 88 policiais civis, entre investigadores escrivães e delegados e 22 viaturas, além de contar com apoio da Polícia Militar. No total, foi realizada a abordagem de 235 pessoas e checagem de mais de 60 veículos, além do cumprimento de 30 ordens judiciais, sendo 5 mandados de prisão e 25 e busca e apreensão domiciliar. 

Na segunda fase da operação, na Regional de Nova Mutum, foram cumpridos 9 ordens judiciais entre mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, em ações desencadeadas pelas Delegacias de Arenápolis, Nortelândia, e Municipal e Regional de Nova Mutum.

Os trabalhos resultaram em duas pessoas presas, uma em flagrante e outra por força de mandado, além da apreensão de diversos aparelhos celulares de outros investigados, com objetivo de obter indícios da prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Em Alta Floresta, dois homens que planejavam roubar uma aeronave na cidade foram presos. Os suspeitos, V.S.R.J, 23 anos, e F.F.A., 24 anos, são do estado de Goiás e estavam na cidade com a intenção de conseguir um avião para levar até a Bolívia.

Leia mais:   Mais de 130 agentes públicos participam de workshop visando o combate a fraudes de combustíveis

Os suspeitos despertaram atenção, após percorreram aeroportos do município na tentativa de conseguir fretar uma aeronave. A Polícia Civil foi acionada e ao abordar os suspeitos encontrou com eles um revólver cromado calibre 38, com 13 munições, R$ 5.861,00, 3 celulares, GSP, e outros objetos.

Ainda dentro da operação, uma carga de mais de 250 quilos de cloridrato e cocaína foi apreendida em uma ação integrada da Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal, realizada, em Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte). No total, foram apreendidos 241 tabletes da substância, localizados em uma propriedade rural do município.

Palestras

Além das ações repressivas, a operação também realizou atividades preventivas como palestras em escolas e empresas.

As ações preventivas têm o objetivo de alertar a população sobre a prática de diferentes crimes e situações de riscos que podem causar. As palestras abordaram diferentes temas como combate às drogas, abuso sexual infantil, e combate a violência doméstica e familiar contra a mulher.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana