conecte-se conosco


Policial

Acusado de estupro foragido há dois anos tem prisão cumprida na Capital

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homem considerado foragido da Justiça há mais de dois anos foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (11.06), durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá.

J.B.O. de 46 anos, estava com a ordem judicial de prisão preventiva decretada desde o mês de maio de 2017, pela 14ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, acusado de estupro de vulnerável.

Os investigadores da Derf Cuiabá foram solicitados no início da manhã desta terça-feira (11), para dar cumprimento ao mandado de prisão em aberto. Imediatamente, os policiais iniciaram as investigações para apurar o paradeiro do suspeito e descobriram em poucas horas que o procurado estava trabalhando em uma imobiliária.

Em ato contínuo, a equipe logrou êxito em surpreender o suspeito na Praça Ipiranga, região central da Capital. Ele foi informado da ordem de prisão preventiva, conduzido e posteriormente apresentado para audiência de custódia, ficando à disposição do Pode Judiciário.

 

 

Leia mais:   Homem é preso por descumprimento de medida protetiva

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil cumpre prisão de mulher por latrocínio ocorrido em 2012 em Várzea Grande

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

A autora de um latrocínio ocorrido no ano de 2012 em Várzea Grande teve o mandado de prisão cumprido, pela Polícia Civil nesta terça-feira (02.06), através da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Considerada foragida, a suspeita estava com sentença condenatória expedida pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ/MT).

Após receberem informações sobre o possível paradeiro da procurada, os policiais da DHPP com apoio do Núcleo de Inteligência da unidade foram até o endereço indicado, uma empresa na região da Avenida Fernando Corrêa, na Capital.

Em checagem no sistema, foi constatado o mandado de prisão preventiva em aberto decorrente de sentença condenatória pelo latrocínio que vitimou um eletricista na região conhecida como “Zero”, em Várzea Grande.

Depois de ter a ordem de prisão cumprida, a suspeita foi conduzida a DHPP, posteriormente encaminhada para realização do exame de corpo de delito e em seguida para o Presídio Maria Couto, onde ficará a disposição da justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Polícias Civil e Militar apreendem 50 quilos de entorpecentes em Alta Floresta
Continue lendo

Destaque

Soldados envolvidos em acidente podem ser excluídos do Exército, afirma coronel

Publicado

Os soldados envolvidos no acidente que destruiu o veiculo e parcialmente uma casa na Avenida dos Bandeirantes, bairro Santos Dumont, deixando duas garotas, menores de idade, feridas, estão presos e podem ser excluídos à bem da disciplina do Exército. A afirmação é do coronel Ricardo Vieira Coelho, do Comando de Fronteira de Jauru, antigo 2º Batalhão de Fronteira.

“Eles já estão presos no batalhão à disposição da Justiça” afirmou o oficial assinalando que será instaurado um procedimento disciplinar militar para apurar o caso. “São jovens de 19 anos. Mas, nada justifica o que fizeram. Inicialmente serão punidos. E, caso o procedimento militar conclua que eles cometeram crimes podem ser excluídos à bem da disciplina do Exército”.

O procedimento disciplinar a que se refere o coronel Vieira já foi instaurado pelo comando. A comissão disciplinar terá prazo de 8 dias para concluí-lo. Só após o resultado desse trabalho e que se saberá o grau de punição aos acusados.

O acidente no qual envolveram três soldados do Comando de Fronteira Jauru ocorreu na noite de segunda-feira (1/6). Na tentativa de escapar da polícia militar, conduzindo um HB-20 branco, placas OBD – 1502, os soldados colidiram, destruindo parcialmente uma casa.

Leia mais:   Polícia Civil prende dois homens e duas mulheres por tráfico de drogas no bairro Canjica

A situação é desfavorável aos militares. Consta no Boletim de Ocorrência confeccionado pela Polícia Militar, que além de não portar habilitação, havia no interior do veículo, algumas latas de cerveja. E, ainda duas garotas, supostamente, menores de idade. Sem contar que eles, desobedeceram a ordem de parada orientada pela guarnição policial, resultando em perseguição.

Com o impacto da colisão, peças do carro, ficaram espalhadas pelo chão. A bateria foi arremessada há 5 metros do local. Feridas, as garotas foram socorridas pela guarnição do Corpo de Bombeiros que as conduziram para o Hospital Regional. Os militares foram submetidos a exames médicos no batalhão.

Policiais militares que atenderam a ocorrência, conforme os familiares, informaram que a perseguição começou na Avenida 7 de Setembro. Os soldados estariam conduzindo o veículo com os faróis apagados. A polícia diz que, ao sinalizarem para que parassem, eles saíram em alta velocidade. E, em dado momento perderam a direção vindo a chocar com a casa.

Proprietário do imóvel, o comerciante, Alexandre dos Santos e Silva, diz que foi um “momento de horror” vivido pela família.

Leia mais:   Ação integrada localiza e prende homem procurado pela Justiça de MS e Interpol do Paraguai

“Eu havia acabado de chegar. Quanto escutei o estrondo sai do quarto e vi a frente da minha casa destruída. Foi um momento de horror” conta lembrando que ainda foi atingido por estilhaços do vidro da porta. Alexandre diz que, sua filha que, nesta terça-feira, completa um ano, renasceu. “A minha filha renasceu. Ela estava no berço e uma parede caiu junto dela. Foi um milagre”.

O comerciante ainda não avaliou o valor da reconstrução da parte da casa destruída. Mas, afirma que irá responsabilizar os militares pelo prejuízo.

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana