conecte-se conosco


Cáceres e Região

Acontece neste domingo a 31ª edição do mutirão de limpeza do rio Paraguai

Publicado

Com o slogan “Rio Poluído peixe ausente, Rio Limpo peixe presente, Povo contente” acontece neste domingo, em Cáceres, a 31ª edição do mutirão de limpeza do rio Paraguai. O mutirão é uma ação coletiva da população, com a participação prefeitura, através da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Sicmatur), Lanchas Araés, Marinha do Brasil, 2º Batalhão de Fronteira (2º B.Fron), Polícia Ambiental, Cruz Vermelha, além de várias entidades ambientalistas.

A proposta é alertar a população, principalmente, aos usuários do rio – pessoas que, durante o ano, pescam e tiram do rio momentos de lazer – para a questão ambiental, dedicando um dia de trabalho em defesa do rio, retirando o lixo deixado nas praias, nas margens, barrancos e nas profundezas da água.  A área delimitada para a limpeza é 70 quilômetros a baixo e 50 quilômetros acima do rio Paraguai. São esperadas, conforme os organizadores, a participação de mais de 50 embarcações de pequeno, médio e grande portes.

Embora haja grande estrutura para a coleta, a expectativa dos organizadores é de que diminua a quantidade de lixo retirado. Essa seria a forma de aferir a conscientização dos usuários do rio, sobre a preservação ambiental. No ano passado foram retirados lixos que encheram seis caminhões basculantes. A maioria garrafas de plásticos, lonas, caixas de geladeira, fogões velhos, pneus, tambores e até uma caixa d’água, além de e uma enormidade de descartes da população que utiliza o rio para desova do lixo.

Leia mais:   Soldados envolvidos em acidente podem ser excluídos do Exército, afirma coronel

“Hoje, podemos dizer que, os usuários do rio estão tendo maior consciência da preservação ambiental. Os lixos pesados, como geladeiras e fogões velhos são poucos, o que existem muito é o chamado lixo volumoso, como sacolas plásticas, garrafas e galões de plásticos, geralmente, deixados por pescadores nos acampamentos. Contudo, muito nocivo, porque há estudo de que o plástico diminui o volume de oxigênio na água e isso pode causar danos às espécies” avalia Claudionor Duarte Correa, coordenador do mutirão.

Assim como nos dois últimos anos, todo lixo retirado do rio ficará em exposição nas praças da cidade. Nos anos de 2017 e 2018, os dejetos foram expostos na praça Barão do Rio Branco. Neste ano, além da Barão de Rio Branco, o lixo ficará exposto nas demais praças da cidade. A ideia, conforme o prefeito Francis Maris Cruz é chamar a atenção da população para a falta de respeito com a questão ambiental.

Além da coleta do lixo, neste ano, serão realizados trabalhos de cunho pedagógico pela Escola Adventista sobre o mutirão de limpeza e pela Secretaria de Educação com a realização de um Concurso de Redação com o objetivo de sensibilização para a preservação do Rio Paraguai. O Mutirão de Limpeza foi idealizado pelo oficial reformado da Marinha, capitão Renato Thomas. Depois de 30 anos, por questões de saúde, o criador do evento não estará presente.

Leia mais:   Soldados do Exército destroem carro e casa durante perseguição policial

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   Dona de casa de Pontes e Lacerda morre por coronavirus no Hospital São Luiz

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

OMS decide retomar pesquisas com cloroquina

Publicado

METROPOLES

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta quinta-feira (04/06), que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

O trabalho havia sido suspenso na semana passada depois que os resultados de uma pesquisa com 96 mil pacientes foram publicados na revista científica The Lancet. Segundo os pesquisadores, o medicamento não tinha eficácia contra a Covid-19 e aumentava o risco de arritmia cardíaca e morte.

Porém, nesta segunda (02/06), a publicação científica anunciou em editorial que os resultados passariam por auditoria e que os editores estariam “preocupados”.

Nos bastidores, governo admite que novo protocolo da cloroquina “fracassou”. Mais de 3.500 pacientes em 35 países farão parte do ensaio clínico da OMS. Segundo Soumya Swaminathan, cientista-chefe da entidade, não há evidência de que qualquer remédio diminua a mortalidade em pacientes com coronavírus.

Ela reforçou que a OMS não está fazendo uma recomendação acerca do uso da medicação, e sim autorizando investigações para descobrir se a cloroquina funciona ou não contra a doença.

Comentários Facebook
Leia mais:   Redução do número de vereadores se constitui em atentado contra a democracia, diz OAB
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana