conecte-se conosco


Policial

Ação integrada prende sete por envolvimento em ataque a Base da PM

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Nove pessoas suspeitas de envolvimento no ataque a Companhia da Polícia Militar de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste) foram identificadas e sete estão presas por participação nos disparos, que quase feriram gravemente um militar, que teve um dos tiros alojado no colete balístico, na região das costas, no domingo (21.07).

Estão presos Vinicius Gabriel Barros Gois Silva, 18, Junior César Solis Coelho, 20 pelo crime de tentativa de homicídio. Outros cinco: José Carlos Coelho, 40, (pai de Junior César que também responderá por tráfico), Menegildo Benites Garcia, 27, Bruno Monteiro de Souza, 35, os irmãos Alessandro Rodrigues Prudêncio, 22 e Douglas Rodrigues Prudêncio, 24,  pelos crimes tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Os disparos contra os agentes de segurança ocorreram durante festividades na cidade, em que estava havendo também uma operação integrada das forças policiais, com reforço no policiamento para prevenção e segurança dos moradores.

Foram seis disparos efetuados na base da PM, em retaliação a uma situação de tumulto contida pelos militares, durante a festa do Congo, que  tiveram que usar gás lacrimogêneo para cessar uma confusão gerada após uma pessoa jogar uma garrafa de vidro em direção aos policiais que faziam a segurança do evento.

Leia mais:   Autores de homicídio ocorrido em 2009 têm prisão cumprida na Capital

Na Base da PM foram recolhidos projeteis e observados dois pontos de impactos no portão metálico e marcas em uma árvore e uma lixeira. Os locais foram periciados pela Politec e pelos vestígios deixados no local foi possível averiguar que o atirador efetuou os disparos do alto de uma construção, em um terreno nos fundos da Companhia da PM.

O delegado de Vila Bela, Maurício Maciel Pereira Junior, disse que imagens dos circuitos de segurança de empresas nas proximidades identificaram duas pessoas em uma motocicleta, passando em frente à Base da PM, por volta das 5h20. “Elas estacionam em frente à construção e minutos depois são efetuados os disparos contra os militares dentro da Base”, disse.

Seguindo o trajeto da motocicleta, policiais civis e militares passaram a realizar buscas pelos pontos de fuga da motocicleta com os dois ocupantes e mais tarde já com a numeração da placa do veículo foi irradiado a todos os policiais da região, que acabaram realizando a detenção de Vinicius Gabriel Barros Gois Silva, 18.

Leia mais:   Polícia Civil incinera 22 quilos de maconha em Juscimeira

Ao ser preso, o jovem alegou ter emprestado o veículo na madrugada de domingo (21). Mas sua compleição física é compatível com as imagens recolhidas sobre o ataque. 

Dois dos suspeitos (Alessandro e Douglas) foram presos após saírem da casa de Junior César, em fuga com uma motocicleta. Os demais suspeitos (Bruno, José Carlos, Menegildo e Junior César) foram abordados em uma casa onde foram apreendidos mais de 54 gramas de maconha, um pé da planta entorpecente, cinco cápsulas calibre 38 deflagradas, 2 balanças de precisão, balaclava, carregadores, celulares, rádios comunicadores, duas motocicletas, uma caminhonete S10, uma picape Fiat Strada, entre outros.

As investigações continuam para prisão de outros integrantes do grupo criminoso.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Ação conjunta da Polícia Civil prende homem com dois mandados de prisão

Publicado

Assessoria PJC|MT

Um foragido da Justiça com dois mandados de prisão em abertos, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (16.08), durante ação integrada da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis e Delegacia de Polícia de Jaciara.

Natalício Bezerra, de 35 anos, estava com uma ordem de prisão decretada pelo juízo da Comarca de Pedra Preta pelo crime de homicídio, e outro mandado de prisão expedido pela Comarca de Rondonópolis, por porte ilegal de arma de fogo.

Depois de ser detido e ter os dois mandados judiciais cumpridos, o preso foi levado para a ala provisória da Penitenciária Mata Grande, em Rondonópolis, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Profissionais de Segurança participam de curso de Identificação e Adulteração Veícular em Mirassol D’Oeste
Continue lendo

Policial

Polícia Civil de MT debate diferentes temas no 54º Encontro de Chefes de Polícia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso esteve presente no 54º Encontro do Conselho Nacional de Chefe de Polícia Civil (CONCPC), realizado entre os dias 15 e 16 de agosto, no Estado da Bahia, com objetivo de debater diferentes temas de interesse das instituições de todo país.

Entre as pautas abordadas no encontro, estava o fortalecimento e padronização das Polícia Judiciárias, combate a corrupção, instalação do inquérito eletrônico e outras tecnologias e a proteção à criança e ao adolescente.

O evento reuniu todos dos delegados gerais do país e a comissão de Mato Grosso contou com presença do delegado geral Mário Demerval Aravechia de Resende, que também é o vice-presidente do CONCPC região Centro-Oeste, o diretor metropolitano, Douglas Turíbio Schtze, e com o delegado, Daniel Santos Nery, representando a Diretoria de Interior.

Durante os dois dias de evento, foram tratados assuntos relacionados a Polícia Judiciária, através de palestras e troca de opiniões e experiências em que os gestores dos Estados apresentavam boas práticas e ações bem-sucedidas.

Para o delegado geral de Mato Grosso, um dos focos principiais do encontro foi o reforço dos laboratórios de lavagem de dinheiro e a criação da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor),

Leia mais:   Polícia Civil prende foragido da Justiça na região de fronteira

“A Polícia Civil de Mato Grosso está cumprindo as obrigações impostas, ampliando o efetivo do Laboratório de Lavagem de Dinheiro com mais três policiais e em relação a criação da Deccor, pré-requisito para recebimentos de recursos federais, a minuta já foi aprovada em conselho, visando a criação por decreto da unidade que funcionará no mesmo prédio da Delegacia Fazendária”, disse Mario Resende.

Com o tema “Pacto Nacional pela Implementação da Lei nº 13.431/2017” os participantes debateram ainda a padronização do trabalho das polícias civis em relação ao depoimento especial de crianças e adolescentes, vítimas ou testemunhas de violência.

Na ocasião, foi tratado sobre causas relativas a violência doméstica, e se criou um grupo de trabalho de delegadas do Brasil para se discutir boas práticas no combate a esse tipo de violência, além de um grupo de estudo permanente, visando a proteção da criança e do adolescente. “Houve uma grande discussão e a propositura de diversas informações e providências a serem tomadas”, completou Mario.

Outro ponto de destaque abordado, foi a tecnologia utilizadas pelas instituições tendo como ponto evidenciado a implantação do inquérito eletrônico e outros mecanismos, que permitirão que a Polícia Civil desenvolva seus trabalhos com mais celeridade e conexão com outros órgãos e entidades ligados as suas atividades.

Leia mais:   Polícia Civil prende jovem com celular furtado de frigorífico em Confresa

“É cada vez mais importante que a Polícia Civil esteja conectada com o mundo e se eletronize, caminhando para o abandono do papel, possibilitando a realização de audiências por vídeo e a certificação digital dos policiais, entre outras diversas ações que alavancarão as ações da instituição nos próximos anos”, destacou o delegado geral.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana