conecte-se conosco


Esportes

Abertura da Copa América terá 10 minutos de duração e muita tecnologia

Publicado

Na festa 12 crianças representarão os países participantes do torneio

Com 400 pessoas em cena, 100 músicos e muita tecnologia, a cerimônia de abertura da Copa América vai mostrar o sonho de 12 crianças, cada uma representando um dos países que participarão da competição. Segundo os organizadores da Copa, a história das crianças será contada em duas partes: a primeira, no início, e a segunda, no encerramento da cerimônia, que terá início as 21h10 de sexta-feira (14), no estádio do Morumbi, em São Paulo.

“É a primeira vez, em grandes eventos, que a gente conta [uma história] neste formato [dividida em duas partes]. Desta vez, o Brasil, como anfitrião, convida toda a América do Sul para contar uma história juntos. Os protagonistas serão os 12 países juntos, com os dois convidados [Japão e Catar]”, disse o diretor artístico da cerimônia, Edson Erdmann. “A plateia do estádio vai participar e vai contar a história junto”, ressaltou.

Erdmann lembrou que os espetáculos que abriram a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016, contaram a história do Brasil. “Agora teremos ancestrais de todos os países convidados e vamos contar a história da América do Sul”, afirmou.

Durante a cerimônia será cantada a música-tema da Copa América deste ano, Vibra Continente, escrita por Rafinha RSQ, Léo Santana, Karol G e Ovy On the Drums. A canção, que será interpretada por Léo Santana e pela colombiana Karol G, mistura o swing latino e o funk.

A organização ainda não sabe quantos chefes de Estado vão participar do jogo de abertura da Copa América, entre Brasil e Bolívia. Até este momento, apenas o presidente Jair Bolsonaro e o emir do Qatar, Tamim bin Hamad al Thani, confirmaram presença.

Leia mais:   Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

Das 12 seleções que vão participar do evento, oito já estão no Brasil, e duas chegam hoje (12): Peru e Japão. As equipes do Paraguai e do Uruguai chegam amanhã (13).

Fachada do Estádio do Morumbi, na zona oeste de São Paulo.
Estádio do Morumbi, palco da cerimônia de abertura da Copa América 2019 – Rovena Rosa/Agência Brasil

Os portões do Morumbi serão abertos quatro horas antes do início do jogo entre Brasil e Bolívia, marcado para as 21h30. A dica é que as pessoas usem o transporte público e cheguem cedo ao estádio, já que será proibido circular de carro dentro da área de segurança estabelecida ao redor de cada um dos estádios.

Ingressos

O diretor-geral do Comitê Organizador Local, Segundo Agberto Guimarães, informou que torcedores de mais de 117 países adquiriram ingressos para a Copa América no Brasil. Segundo Guimarães, té este momento, mais de 65% dos ingressos foram vendidos, mas a expectativa é de aumento do volume de vendas com o início da competição.

Greve geral

Quanto à greve geral, convocada para esta sexta-feira, dia de abertura da Copa América, Agberto Guimarães, informou que a organização do evento acompanhará de a possível paralisação. “O que posso dizer é que nossas áreas de operação e segurança têm trabalhado em parceria com as instituições governamentais. As ações que devem ser tomadas, devem ser tomadas pelos entes públicos. Não temos autoridade para impedir nada disso. Vamos acompanhar de perto, em parceria. E esperar que tudo aconteça de forma pacífica, sem nenhum problema.”

Leia mais:   Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

Competição

A 46ª Copa América, que reúne 12 seleções, será disputada em cinco cidades: Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

O Brasil está no Grupo A e enfrentará as seleções da Bolívia, Venezuela e Peru. O Grupo B é formado pelas equipes da Argentina, da Colômbia, do Paraguai e do Catar. Fazem parte do Grupo C o Uruguai, o Equador, o Chile e o Japão.

O atual campeão é o Chile. O Brasil obteve seu último título na Copa América em 2007, na Agentina.

Mascote

A mascote da competição é uma capivara, Zizito, cujo nome recebeu 65% dos votos em uma consulta nas redes sociais. A outra opção de nome, Capibi, ficou com 35% da preferência dos internautas.

Nesta quarta-feira, os artistas Léo Santana e Karol G, que interpretarão a música-tema da Copa América na cerimônia de abertura, e o ex-lateral da Seleção Brasileira Cafu, posaram no Morumbi, com a mascote, cujo nome homenageia o maior artilheiro da história da competição, Zizinho, que fez 17 gols e divide a liderança com o argentino Norberto Méndez.

Edição: Nádia Franco
Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil
Comentários Facebook

Destaque

Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

Publicado

Treinadores das seleções paralímpicas brasileira de Goalball, para atletismo, voleibol sentado e futebol de 5 estão em Cáceres ministrando o 1º Curso de Capacitação em Educação Paralímpica. O evento reúne 140 participantes entre acadêmicos de graduação, professores da rede pública de ensino, gestores de esporte e lazer.

O objetivo do curso promovido em parceria pela Universidade do Estado de Mato Grosso com o Comitê Paralímpicos Brasileiro é promover a formação e a qualificação de profissionais para atuar no esporte paraolímpico.

O treinador da seleção paralímpica de voleibol sentado, Celio Mediato, destaca que nos últimos anos o interesse dos municípios pelos esportes paralímpicos tem crescido. “Isso é muito importante, porque estamos capacitando profissionais que serão agentes multiplicadores das modalidades paralímpicas. Nós sabemos que muitas crianças e deficientes ainda estão dentro de suas casas, até por preconceito das famílias e com esse processo queremos atingir o máximo de pessoas e promover nas escolas o que chamamos de inclusão inversa, que é quando o aluno não deficiente tem a chance de saber e viver na prática as dificuldades dos deficientes de forma a sensibiliza-los e a humanizar a relação entre deficientes e não deficientes”, afirmou.

Para a professora da rede pública de ensino, Leila Maira Borré, que assumiu a função de professora de Educação Física na rede estadual de ensino e atua na escola Gabriel Pinto de Arruda em Cáceres, esse curso vem atender os desejos de qualificação. “Com as alterações legais nossos currículos contemplam os esportes paralímpicos como conteúdo específico para as séries do ensino fundamental II e saber mais dessas modalidades possibilita que os alunos interajam e se interessem de forma a reconhecer as oportunidades que possuem. De 10 turmas que tenho em sete tenho alunos com alguma deficiência, e esse curso possibilita que possamos planejar o desenvolvimento das aulas de forma a promover um processo inclusivo”, diz.

Leia mais:   Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

A acadêmica de Educação Física da Unemat, Ana Paula Cuiabano Gomes, de 22 anos, entrou na graduação com uma motivação a mais. Ela tem um filho com paralisia cerebral, que tem três anos, e entende que a educação física traz novas motivações para as pessoas com deficiência de modo a superar as dificuldades. “Juntamente com outras mães em Cáceres, muitas vezes os professores nos procuram e nos dizem não saber como lidar com nossas crianças, então esse curso é uma forma de capacitar esses profissionais” relata.

Para o professor da Unemat, e coordenador do Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício, Riller Reverdito da Silva a intenção é que esse primeiro curso sirva como aproximação da Unemat com o Comitê Paralímpico a fim de promover outros eventos e ações em conjunto visando a formação continuada dos professores. “Esse curso nasceu de uma demanda apresentada nas pesquisas e atividades do centro e acredito que este é o inicio de uma parceria muito promissora”.

O curso começou nesta segunda-feira (14) com a parte teórica sobre os pressupostos da Educação Paralímpica ministrada pelo coordenador de Educação Paralímpico Brasileiro Davi Farias Costa e pela professora Afonsa Janaína da Silva, e a parte prática da oficina que segue até essa quarta-feira (16) os professores: Alex Sabino (para atletismo), Antônio Bahia (Futebol de 5), Celio Mediato (voleibol sentado) e Nagila Zambonatto (Goalball).

Leia mais:   Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

Organização: Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício Física (Cipeef), Universidade do Estado de Mato Grosso, Rede Cedes Mato Grosso, Ministério da Cidadania/Secretaria Especial do Esporte, Educação Paralímpica e Comitê Paralímpico Brasileiro.

Apoio: Secretaria Ajunta de Esporte e Lazer, Governo do Estado de Mato Grosso, Secretaria de Esporte e Lazer, Prefeitura Municipal de Cáceres e Colégio Salesiano Santa Maria.

por Lygia Lima

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Acice abre inscrição para 5° corrida de rua

Publicado

A Associação Cacerense de Inclusão a Cultura e Esporte abriu esta semana as inscrições para a 5ª edição da Corrida de Rua da Acice 2019, que será realizada no dia 01 de Dezembro com um percurso de 08 km.
Assim, como ocorreu nas edições anteriores, a corrida terá largada e chegada na praça da Cohab Nova e o trajeto será o mesmo das edições anteriores.
 A camiseta terá um custo de R$ 25,00. e poderá ser paga na Academia “LET’S FIT”, na avenida Tancredo Neves nº 2064 – Cohab Nova até o dia 10/11/2019 prazo final para inscrição.   De acordo com a diretoria da ACICE, a entrega da camiseta e do número de peito será na semana da corrida, em local a ser divulgado pela coordenação do evento. Haverá ainda a Corrida Mirim para crianças até 12 anos e a Caminhada da 3ª Idade.
LINK PARA INSCRIÇÃO:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd6XHd2wyx0Lgs8M35EFcMWmwTT0sJsSHMVpGzjZOjjP3iigw/viewform

MAIS INFORMAÇÕES NA SECRETARIA DE ESPORTES  COM “MARÇÃO”   99989-6646.
Comentários Facebook
Leia mais:   Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana